Publicidade

Estado de Minas

Mais veículos são incendiados em Minas na tarde desta terça-feira

Uma reunião acontece no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, entre o Governador Fernando Pimentel (PT) e as forças de segurança do Estado para tratar do assunto


postado em 05/06/2018 15:33 / atualizado em 05/06/2018 16:01

Caminhão de lixo foi incendiado pelos criminosos(foto: Polícia Militar / Divulgação)
Caminhão de lixo foi incendiado pelos criminosos (foto: Polícia Militar / Divulgação)

A onda de ataques a veículos em Minas Gerais não para. Somente na tarde desta terça-feira, ao menos três caminhões foram incendiados em Uberaba, no Triângulo Mineiro. Os criminosos abordaram os motoristas de um veículo que transporta lixo e outros dois da empresa que cuida do abastecimento de água do município e, em seguida, atearam fogo. Outras cidades mineiras registraram a ação de bandidos entre a noite de segunda e esta terça-feira. Uma reunião acontece no Palácio da Liberdade, em Belo Horizonte, entre o governador Fernando Pimentel (PT) e  as forças de segurança do Estado para tratar sobre o assunto.

Uberaba é uma das cidades que mais sofrem com o ataque dos criminosos. A origem dos ataques ainda é um mistério. Mas as polícias Civil e Militar não descartam a possibilidade de terem sido orquestrados por uma facção criminosa. Mesmo assim, ainda faltam explicações sobre a situação.

Somente nesta terça-feira, quatro ataques foram registrados na cidade do Triângulo Mineiro. No fim da manhã, mais um ônibus foi incendiado. O caso aconteceu no Bairro Isabel do Nascimento. De acordo com a Polícia Militar (PM), o veículo estava parado no ponto final, quando uma pessoa se aproximou e ateou fogo. As chamas se espalharam rapidamente. Ninguém ficou ferido. O autor fugiu e ainda não foi encontrado.

No início da tarde, mais um ataque foi registrado. Desta vez, o alvo foi um caminhão da coleta de lixo. Segundo a PM, testemunhas informaram que indivíduos em uma moto passaram próximo ao veículo e jogaram um coquetel molotov. Depois, fugiram rapidamente. O ataque aconteceu na Rua Porto Seguro, no Bairro Copacabana.

Por volta das 14h30, os criminosos agiram novamente. Segundo a PM, aproximadamente 10 pessoas armadas com foices e outras armas obrigaram o motorista de um caminhão do Centro Operacional de Desenvolvimento e Saneamento de Uberaba (Codau) a sair. Em seguida, atearam fogo no veículo, na Avenida Canaã, no Bairro Marajó. Ninguém ficou ferido.

Poucos minutos depois, outro caminhão da Codau foi atacado. Desta vez, o crime aconteceu no Bairro Estrela da Vitória. De acordo com a PM, criminosos armados renderam o condutor, o obrigaram a descer e atearam fogo no veículo de carga.

Chamas destruíram veículo da Codau
Chamas destruíram veículo da Codau

Prisões

Os veículos de transporte coletivo da cidade estão circulando com escolta policial. A PM ressalta que desde domingo 33 prisões foram feitas na cidade de pessoas suspeitas de envolvimento nos ataques. Na noite de segunda-feira, dois homens suspeitos foram presos. O primeiro caso ocorreu no Bairro José Bernardino.

De acordo com a PM, uma testemunha disse que os autores haviam fugido em um carro prata e repassou a placa. Enquanto faziam rastreamento, chegou a denúncia de que outro coletivo havia sido parado entre os bairros Isabel do Nascimento e Residencial Rio de Janeiro, mas o motorista e moradores conseguiram apagar as chamas antes que elas se alastrassem. A PM conseguiu localizar o carro na entrada do Residencial Rio de Janeiro com as portas destrancadas e, dentro dele, havia uma mangueira que pode ter sido usada para manipular combustível.

A polícia também teve acesso às imagens das câmeras de segurança do segundo coletivo, o que contribuiu para que dois envolvidos fossem encontrados no Bairro Recreio dos Bandeirantes. Conforme a PM, ambos negaram participação nos crimes e que fossem os donos do carro. Além disso, disseram que não poderiam falar quem são os autores para não sofrer represálias.

Também na segunda-feira a polícia prendeu um foragido da Justiça que, segundo a Polícia Militar, disse ser integrante de uma facção criminosa em Araxá, que teria fugido da cidade após ter queimado um ônibus e que, no momento da abordagem policial, estava a caminho da casa de outros comparsas que estavam em Uberaba para realizar atos de vandalismo. A polícia chegou ao endereço e deteve outros dois homens e uma mulher. Na ocorrência a polícia apreendeu 10 quilos de maconha, duas balanças.

Ataques em série

Várias cidades mineiras registraram ataques dos criminosos. Somente entre a noite de segunda-feira e esta terça-feira, há registros de crimes praticados em Varginha, Alterosa, Alfenas, Passos, Machado, Três Pontas, Itajubá e Ipuiuna, todas  cidades no Sul de Minas, e também em municípios do Triângulo Mineiro, no Alto Paranaíba.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade