Publicidade

Estado de Minas

Evento em BH é oportunidade para comprar hortaliças neste fim de semana

IV Encontro Nacional de Agroecologia começa nesta quinta-feira e vai até domingo no Parque Municipal, Centro de BH


postado em 31/05/2018 06:00 / atualizado em 01/06/2018 07:54


Com alta nos preços de verduras e legumes nesta semana e a escassez em supermercados em decorrência da greve dos caminhoneiros, o IV Encontro Nacional de Agroecologia ocorre em Belo Horizonte como uma alternativa para comprar hortaliças fresquinhas. Na contramão das prateleiras vazias, de hoje a domingo, o Parque Municipal Américo Renné Giannetti receberá o encontro que deve reunir, ao todo, 100 barracas e várias opções de produtos.

Duas mil pessoas de todos os estados do Brasil devem se reunir na capital mineira para o evento, que vai mostrar como essas experiências trazem respostas para desafios enfrentados pelo país, como o desmatamento, a concentração de renda e o desemprego. A programação inclui feira, alimentação agroecológica, oficinas, atividades culturais, atos e debates públicos que visam ao fortalecimento da luta por um sistema baseado na agroecologia e na soberania alimentar.

A Feira de Saberes e Sabores é um importante espaço de diálogo entre produtores e consumidores, onde estarão expostos alimentos naturais e processados, artesanato, tecnologias agroecológicas, produtos regionais e típicos de comunidades tradicionais, como indígenas, quilombolas e ribeirinhos.

Dez dos quiosques devem funcionar durante os quatro dias de evento, no entorno da tenda principal, fornecendo alimentação aos participantes. As outras 90 operarão no sábado e domingo, espalhadas pelo parque e abertas ao público em geral. Cada estado brasileiro será representado por duas barracas, com exceção do Acre e do Mato Grosso do Sul, que terão uma cada.


AGROTÓXICO
Enquanto o país debate projeto de lei que flexibiliza o uso de agrotóxicos, já sendo considerado o maior consumidor desses produtos no mundo, o encontro tem a expectativa de fortalecer e democratizar a produção e o consumo de orgânicos. “Essa é uma chance de desmentir informações amplamente difundidas. Uma das principais narrativas que a gente chama de falsa verdade é a que o agrotóxico é um mal necessário. São afirmações que confundem o debate público. A agroecologia demonstra que isso não é verdade e que é possível produzir com qualidade, diversidade e quantidade, sem uso de veneno”, diz Fernando Rangel, coordenador do evento. 

Feira Fresca

 

Além do encontro que ocorre no parque, o fim de semana contará com a Feira Fresca - que  reúne alimentos orgânicos, agroecológicos e artesanais de pequenos produtores. "A ideia é resgatar esse consumo de agricultura familiar, que ficou muito perdido pelo modelo atual de distribuição do varejo tradicional”,  explicou Izadora Delforge, produtora cultural e coordenadora da Feira Fresca. A feira, que ocorre paralelamente à programação do ENA, será no domingo, na Avenida Carandaí, 420, de 9h as 15h. Lá, encontram-se hortifrutas, além de cogumelos, queijos, pastas, azeites, pães e geleias. "O evento ocorrerá normalmente. A produção é local e prioriza insumos produzidos localmente e sofremos menos impacto com a paralisação (dos caminhoneiros)", complementou. Informações: www.facebook.com/feirafresca.


SERVIÇO

4º Encontro Nacional de Agroecologia
De hoje a domingo
Das 9h às 22h
Local: Parque Municipal, Centro de BH

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade