Publicidade

Estado de Minas

Torcida de Deus é adiada para o ano que vem devido à paralisação de caminhoneiros

A Arquidiocese de BH levou em conta a dificuldade de locomoção dos fiéis e a estrutura do evento. A 'Corrida Insana', outro evento agendado no Mineirão, também foi adiada


postado em 29/05/2018 18:02 / atualizado em 29/05/2018 22:07

Em 2003, o cardeal arcebispo de Belo Horizonte dom Serafim Fernandes de Araujo concelebrada o Corpus Christi com 300 sacerdotes da arquidiocese(foto: Marcelo Sant'Anna/EM/DA Press)
Em 2003, o cardeal arcebispo de Belo Horizonte dom Serafim Fernandes de Araujo concelebrada o Corpus Christi com 300 sacerdotes da arquidiocese (foto: Marcelo Sant'Anna/EM/DA Press)
A celebração da fé no santíssimo sacramento, que ocorreria neste domingo, foi adiada. Milhares de fiéis que comparecem a cada três anos no Mineirão para professar o sagrado terão que retornar ao estádio no ano que vem. Isso porque a Arquidiocese de Belo Horizonte reagendou a 16ª Torcida de Deus para 2019, levando em conta "as exigências e os cuidados neste deliciado momento vivido por nossa sociedade, particularmente a segurança e a integridade dos fiéis diante das graves dificuldades e limites já conhecidos por todos". Entre os momentos marcantes do evento, ressalta-se a beatificação de Padre Eustáquio, em 2006.

Carta assinada pelo arcebispo dom Walmor Oliveira de Azevedo lista os motivos do reagendamento da celebração. De acordo com o documento, o primeiro item refere-se à dificuldade de locomoção até o estádio, na Região da Pampulha. "Grande parte dos fiéis encontrarão dificuldades para se deslocar até o Mineirão, pelos limites de se contratar os serviços de transporte em razão da crise de abastecimento de combustível", pontuou, embora a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) tenha garantido que o serviço de ônibus voltaria à normalidade nessa terça-feira. 

O segundo tópico da carta trata da estrutura necessária para a realização do evento. Segundo dom Walmor, "os equipamentos da ampla infraestrutura necessários para a realização da Torcida de Deus não poderão ser transportados até o estádio". "Particularmente os que vêm de fora do estado, em razão das paralisações, inviabilizando a montagem requerida para esse evento de grande porte e repercussão", explicou o arcebispo, por meio do comunicado. Essa seria 16ª edição do evento, que ocorre desde 1975 no estádio.

PONDERAÇÃO O momento, conforme a arquidiocese, requer interiorização e reflexões transformadoras para lidar com os acontecimentos no país, que incluem "perplexidades peculiares" e "profundas mudanças". Entretanto, dom Walmor pede que os fiéis aproveitem a celebração da Festa do Corpus Christi, com sobriedade e "disposição para fecundarmos um tempo novo na sociedade brasileira, com uma cidadania alicerçada nos valores do evangelho de Jesus Cristo, nosso mestre e senhor". A festa ocorre nesta quinta-feira, nas paróquias da rede de comunidades.

Enquanto isso...

Não foi só a 16ª edição da Torcida de Deus que foi adiada. De acordo com a assessoria do Minas Arena, responsável por gerenciar o Mineirão, a "Corrida Insana" também precisou ser reagendada. O evento, que teve ingressos vendidos e ocorreria no fim de semana passado, será no dia 9. Em comunicado oficial, a organização disse que os "obstáculos não chegaram a tempo", sendo esse o motivo do adiamento.

 * Estagiário sob supervisão da editora Liliane Corrêa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade