Publicidade

Estado de Minas

Greve continua e metrô funcionará novamente até 9h30 nesta quarta-feira

A operação vai seguir normalmente das 5h30 até 9h30. Depois deste horário não terá a circulação dos trens. Nesta terça-feira, metroviários tomaram a mesma medida e os trens rodaram somente entre esses horários


postado em 29/05/2018 15:56 / atualizado em 29/05/2018 18:33

Portões foram fechados 9h30 nesta terça-feira(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Portões foram fechados 9h30 nesta terça-feira (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

Os usuários do metrô que liga Belo Horizonte e Contagem, na Grande BH, devem ficar atentos. Os metroviários decidiram, na tarde desta terça-feira, manter a paralisação. Por isso, na quarta-feira as estações serão novamente fechadas 9h30, igual aconteceu hoje. Os serviços funcionarão a partir da 5h30. No restante dos horários, não haverá circulação de trens. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) entrou com uma ação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para o funcionamento integral do metrô. O pedido ainda estão sendo analisado.

A decisão foi tomada em assembleia realizada na Praça da Estação, no Centro de BH, no início da tarde. Aproximadamente 200 pessoas participaram do encontro. “Decidimos pela manutenção da greve. Então, amanhã (quarta-feira) o metrô funciona normalmente somente até 9h30”, disse Romeu José Machado Neto, presidente do Sindicato dos Metroviários de Minas Gerais (Sindimetro-MG).

A categoria quer o retorno das negociações salariais. “Queremos que o nosso dissídio do ano passado volte para a pauta e a retomada da negociação da campanha salarial deste ano, que está suspensa”, completou Romeu Neto. Nesta quarta-feira, os metroviários vão voltar a se reunir na Praça da Estação, por volta das 12h, onde vão decidir se continuam com a paralisação.

Nesta terça-feira, o últimos trens que circularam saíram às 9h30 da Estação Vilarinho e outro, no mesmo horário, da Estação Eldorado, para pegar os últimos passageiros do dia nas estações. Na Estação São Gabriel, Região Nordeste de BH, o impacto da paralisação do metrô foi bem pequeno. Poucas pessoas foram surpreendidas e estão buscando suprir a falta do transporte com ônibus.

Por meio de nota, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou que devido a decisão dos metroviários em manter a operação em escala mínima, os trens continuam circulando entre 5h30 e 9h30. “Todas as 19 estações do sistema permanecerão abertas à população nos horários de referência da escala”, informou.

Nesta terça-feira, o metrô transportou 50.180 pessoas durante o pico da manhã, segundo a CBTU. O valor equivale a 25% do total de passageiros diários da companhia. “Cerca de 150 mil pessoas deixaram de ser atendidas nas 19 estações, um prejuízo que equivale a mais R$ 230 mil/dia para os cofres públicos”, disse. “Buscando garantir o atendimento essencial do metrô à população e o funcionamento do sistema, em período integral, a CBTU já ajuizou Medida Cautelar junto ao TRT/MG e seguirá aguardando a apreciação da justiça”, finalizou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade