Publicidade

Estado de Minas

Soldado da PM leva tiro dentro de batalhão no interior de Minas

Um policial que estava no local foi detido para ser ouvido. A suspeita é que o tiro foi disparado de maneira acidental. Os procedimentos de apuração ainda estão em andamento


postado em 26/05/2018 13:15 / atualizado em 26/05/2018 14:13

A militar foi transferida em uma aeronave para o Hospital João XXIII(foto: Reprodução/WhatsApp)
A militar foi transferida em uma aeronave para o Hospital João XXIII (foto: Reprodução/WhatsApp)

Está internada em estado grave no Hospital João XXIII uma soldado da Polícia Militar (PM) que foi atingida por um tiro acidental dentro do 11º Batalhão da PM. O disparo aconteceu, segundo informações da corporação, quando os militares faziam o procedimento de desarme após o turno de trabalho. Um policial que estava no local foi detido para ser ouvido. Os procedimentos de apuração ainda estão em andamento.

De acordo com o registro policial, o fato aconteceu por volta de 1h. Testemunhas contaram que um micro-ônibus com 22 soldados de 2ª classe parou em frente a sala da intendência, onde ficaram em fila. De dois em dois, eles entraram no local para desarmarem.

Consta no registro que a soldado entrou junto com outro militar. Ele foi primeiro até a caixa de areia e entrou uma pistola .40, uma tonfa e uma algema. Em seguida, foi a vez da policial. Segundo o policial responsável pela intendência, a vítima desmuniciou o carregador da arma e a entregou para ele. Neste momento, um tiro foi disparado.

A militar foi atingida no rosto. Ela foi encaminhada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. No local, ela teve uma parada cardíaca, mas os pulsos foram recuperados pela equipe médica com manobras de ressuscitação. Em seguida, foi transferida de helicóptero para o Hospital João XXIII.O estado de saúde dela não foi informado.

De acordo com a PM, o militar responsável pela intendência foi detido e será ouvido. De acordo com a assessoria de imprensa do 11º Batalhão da PM, o caso ainda está sendo investigado. “As providências legais para apuração dos fatos estão sendo adotadas visando esclarecer as circunstâncias em que ocorreram o episódio”, informou por meio de nota. “A família da militar foi cientificada do fato e todo o apoio está sendo prestado aos familiares”, finalizou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade