Publicidade

Estado de Minas

Motorista morre atropelado ao tentar impedir saída de caminhão em protesto na MG-010

O condutor do caminhão fugiu do local. O veículo foi encontrado dentro de uma empresa em Conceição do Mato Dentro, na Região Central de Minas. Somente na madrugada desta sexta-feira o atropelador se entregou em um quartel da cidade


postado em 25/05/2018 13:10 / atualizado em 25/05/2018 13:44

O acidente aconteceu próximo a Conceição do Mato Dentro(foto: Google Street View/Divulgação)
O acidente aconteceu próximo a Conceição do Mato Dentro (foto: Google Street View/Divulgação)

A tentativa de impedir a saída de caminhões em um protesto contra a alta dos combustíveis terminou em tragédia em Minas Gerais. Um caminhoneiro foi atropelado por um veículo de carga na noite de quinta-feira na MG-010, em Conceição do Mato Dentro, na Região Central de Minas Gerais. O condutor do caminhão fugiu do local. O veículo foi encontrado dentro de uma empresa. Somente na madrugada desta sexta-feira o atropelador se entregou em um quartel da cidade, acompanhado de um advogado.

O acidente aconteceu por volta das 23h dessa quinta-feira. Testemunhas contaram que faziam um protesto no km 161 da rodovia desde 17h devido a alta dos combustíveis. Além disso, como consta no boletim de ocorrência, um churrasco era preparado pelos manifestantes. Em determinado momento, durante a noite, o condutor Júnior Batista, entrou no veículo dele, junto com outro homem, e tentou escapar.

Paulo Henrique Chaves Costa, de 31 anos, junto com outros colegas, tentaram impedir a saída do caminhão, pedindo que o motorista parasse. Porém, Júnior acelerou e atingiu a vítima. Em seguida, fugiu em alta velocidade em direção a Conceição do Mato Dentro. Uma ambulância da cidade foi acionada e os médicos constataram a morte de Paulo.

De acordo com a Polícia Militar (PM), alguns dos manifestantes seguiram o caminhão até a cidade. Eles verificaram que o veículo foi parado dentro de uma empresa. Porém, não conseguiram localizar o motorista.

Os militares foram até a empresa e conversaram com o homem que estava no caminhão junto com o motorista. Porém, Júnior não foi encontrado. Por volta das 2h30, ele se apresentou no quartel da PM junto com o dono da empresa e um advogado.

Segundo o boletim de ocorrência da PM, em conversa com os policiais, o motorista informou que estava estacionado no acostamento da rodovia desde 18h obrigado pelos manifestantes. Disse, ainda, que ao perceber que um outro veículo de carga saiu do local, tentou fazer o mesmo. Contou que não notou que tinha atropelado uma pessoa.

Ele passou pelo teste do etilômetro que não constatou o consumo de bebidas alcoólicas. Mesmo assim, acabou preso em flagrante e encaminhado para a delegacia. O local do acidente foi isolado pela PM para o trabalho da perícia da Polícia Civil. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Diamantina.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade