Publicidade

Estado de Minas

Polícia Militar prende presidente e integrante da Galoucura em Belo Horizonte

Josimar Júnior de Souza Barros (presidente) e Jeferson Conceição Silva (membro) foram presos por suspeita de porte ilegal de armas


postado em 13/05/2018 19:48 / atualizado em 14/05/2018 11:38

Fachada da sede da torcida organizada Galoucura, onde os dois suspeitos foram presos.(foto: Reprodução/Google Street View.)
Fachada da sede da torcida organizada Galoucura, onde os dois suspeitos foram presos. (foto: Reprodução/Google Street View.)
A Polícia Militar prendeu dois integrantes da torcida organizada Galoucura na tarde deste domingo. A prisão envolveu Josimar Júnior de Souza Barros, 29, presidente do coletivo, e Jeferson Conceição Silva, 34, membro do grupo. Ambos estavam na sede da torcida – localizada na Rua Caparaó, no Bairro Bonfim, no Noroeste da capital – e são suspeitos de posse ilegal de armas. 

Segundo a PM, uma denúncia anônima levou os policiais a Jeferson Silva. Ele estava em uma sacada da sede da torcida organizada no momento da abordagem. Ao lado dele, a corporação encontrou uma pistola calibre .32 e cinco munições. 

No imóvel, de acordo com a Polícia Militar, dois rádios comunicadores, munições e um coldre (compartimento para segurar armamentos) foram apreendidos. A casa está em propriedade do presidente da Galoucura, Josimar Barros. Por isso, ele também foi detido. 

Os homens foram levados à Central de Flagrantes quatro (Ceflan quatro), localizada no Bairro Alípio de Melo, também no Noroeste de Belo Horizonte.
 
Segundo a Polícia Civil, Josimar e Jeferson foram autuados por posse ilegal de arma de fogo e liberados, na madrugada de segunda-feira, mediante pagamento de fiança. As investigações vão continuar.  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade