Publicidade

Estado de Minas

Motorista de Kombi que atropelou e matou criança se apresenta à polícia e é liberado

Homem avançou a sinalização de parada obrigatória em um cruzamento e acabou atropelando dois irmãos, de 9 e 12 anos, no Bairro Novo Glória


postado em 11/05/2018 10:24 / atualizado em 16/05/2018 12:17

Acidente ocorreu no fim da manhã da última terça-feira no Bairro Novo Glória. Uma criança de 9 anos morreu e o irmão, de 12, ficou ferido (foto: Internet/ Whatsapp/ Divulgação)
Acidente ocorreu no fim da manhã da última terça-feira no Bairro Novo Glória. Uma criança de 9 anos morreu e o irmão, de 12, ficou ferido (foto: Internet/ Whatsapp/ Divulgação)
 

A Polícia Civil informou que Sidney Lages Moreira de Souza, de 33 anos, motorista da Kombi, que avançou a sinalização de parada obrigatória, matou uma criança, de 9, na última terça-feira e fugiu em seguida, apresentou-se à corporação na quinta-feira acompanhado do advogado. 

O acidente ocorreu no cruzamento das Ruas Novo Mundo e Guararapes, no Bairro Novo Glória, Região Noroeste de Belo Horizonte. Outra criança, de 12, irmão da vítima, também foi atropelada e segue internado.

Sidney prestou depoimento ao delegado Pedro Ribeiro, da Delegacia Especializada de Acidente de Veículos, mas o conteúdo da conversa não foi revelado. Segundo a corporação, após dar a sua versão dos fatos, o homem foi liberado e não pôde ser detido, pois o prazo da prisão em flagrante, de 24 horas, havia vencido. 

Ainda conforme a Polícia Civil, Sidney só poderá ser preso durante a investigação do acidente mediante mandado judicial. Equipes da corporação seguem colhendo informações do caso e há registros de câmeras de segurança que serão anexadas às investigações. 

Acidente

No fim da manhã de terça-feira, Sidney, que dirigia a Kombi, não respeitou a sinalização de parada obrigatória da Rua Novo Mundo e bateu em um caminhão que transitava na Rua Guararapes. 

Após a batida, a Kombi tombou e atingiu Ezequias Leal Gomes, que morreu no local. O irmão mais velho sofreu uma fratura na bacia e ferimentos no corpo e segue internado em estado estável no Hospital Odilon Behrens. 

Sidney fugiu após o acidente, sem prestar socorro às vítimas. Uma tia do homem que esteve no local contou aos policiais que o sobrinho alegou que estava com medo de ser linchado e, por isso, deixou o local. 

De acordo com a Polícia Civil, o homem já foi preso anteriormente por roubo qualificado com possível emprego de arma. 
 
*Estagiário sob supervisão da subeditora Regina Werneck  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade