Publicidade

Estado de Minas

Tarifa do metrô de BH no valor de R$ 3,40 já está valendo: confira as integrações

Apesar de reações de deputados federais mineiros e até promessa de escalonamento, reajuste foi aplicado e passagem está 88% mais cara


postado em 11/05/2018 08:24 / atualizado em 11/05/2018 08:28

Movimento na Estação Central na manhã desta sexta-feira(foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Movimento na Estação Central na manhã desta sexta-feira (foto: Jair Amaral/EM/DA Press)
Apesar das reações da bancada mineira na Câmara dos Deputados, passageiros que usam o metrô de Belo Horizonte tiveram que desembolsar R$ 3,40 para entrar nas 19 estações na manhã desta sexta-feira, 88% a mais do que o valor que vigorou até ontem, de R$ 1,80.

O maior reajuste da história do transporte foi anunciado no início da semana pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), que também aumentou o valor da tarifa em outras quatro capitais brasileiras (todas no Nordeste) que possuem sistemas de transporte sobre trilhos gerenciados pela CBTU.

O deputado Fábio Ramalho (MDB) questionou o aumento e chegou a anunciar que o Governo Federal escalonaria o aumento em quatro anos, com o reajuste de 2018 chegando a no máximo 30%. Porém, a informação não vingou e o novo preço de R$ 3,40 já está valendo.

A CBTU justificou o reajuste informando que a tarifa de BH não sofreu nenhum aumento em 12 anos e que os custos do transporte cresceram, sendo necessário o aumento para equiparar despesas e receitas.

Em consequência do aumento do metrô, passageiros também estão desembolsando mais para pagar as tarifas de integração entre ônibus e metrô. A BHTrans informou que solicitou reforço nos ônibus para as empresas que operam os coletivos.

Confira o novo valor das integrações:


Integração nos terminais Vilarinho, São Gabriel e José Cândido

Até hoje, ao utilizar uma linha de ônibus com tarifa de R$ 4,05 e o metrô de R$ 1,80, o usuário pagava R$ 2,60 pelo ônibus e R$ 1,45 pelo metrô, totalizando R$ 4,05. Com o reajuste desta sexta-feira, 11/5, o usuário continua pagando R$ 2,60 no ônibus, mas vai passar a pagar R$ 2,90 pelo metrô, totalizando uma tarifa integrada no valor de R$ 5,50.

Antes
R$ 4,05 + R$ 1,80 = R$ 4,05 (R$ 2,60 no ônibus e R$ 1,45 no metrô)

A partir de 11/5/18
R$ 4,05 R$ 3,40 = R$ 5,50 (R$ 2,60 no ônibus e R$ 2,90 no metrô)

Integração com linhas de R$ 2,85 fora das estações

Até hoje ao utilizar a linha de ônibus de R$ 2,85 e também o metrô de R$ 1,80 o usuário pagava uma tarifa integrada de R$ 3,75, sendo R$ 2,30 no ônibus e R$ 1,45 no metrô. A partir de 11/5, o usuário vai pagar R$ 2,30 no ônibus e R$ 2,90 no metrô, e tarifa integrada vai a R$ 5,20.

Antes
R$ 2,85 R$ 1,80 = R$ 3,75 (R$ 2,30 no ônibus e R$ 1,45 no metrô)

A partir de 11/5/18
R$ 2,85 R$ 3,40 = R$ 5,20 (R$ 2,30 no ônibus e R$ R$ 2,90 no metrô)

Integração com linhas de R$ 4,05 fora das estações

O usuário que pagava uma tarifa integrada de R$ 4,95, sendo R$ 3,50 no ônibus e R$ 1,45 no metrô. Agora vai pagar uma tarifa integrada de R$ 6,40, sendo R$ 3,50 no ônibus e R$ 2,90 no metrô.

Antes
R$ 4,05 R$ 1,80 = R$ 4,95 (R$ 3,50 no ônibus e R$ 1,45 no metrô)

A partir de 11/5/18
R$ 4,05 R$ 3,40 = R$ 6,40 (R$ 3,50 no ônibus e R$ 2,90 no metrô)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade