Publicidade

Estado de Minas

Casal é preso por guardar drogas e armas para quadrilha por R$ 500, em BH

Suspeitos foram presos após denúncia anônima feita à Polícia Militar. Casal tentou enganar os militares para evitar abordagem


postado em 04/05/2018 11:08 / atualizado em 04/05/2018 18:57

Um casal foi preso na madrugada desta sexta-feira suspeitos de guardarem drogas e armas para integrantes de uma organização criminosa em troca de R$ 500 por semana dentro de uma casa alugada no Bairro Maria Goretti, Nordeste de Belo Horizonte. 

Uma denúncia anônima levou a Polícia Militar ao imóvel, na Rua Geralda Martins Miranda. O denunciante contou aos policiais que, além do odor de maconha, havia movimentação estranha na casa. 

Quando viaturas chegaram ao local e os militares pediram para entrar na casa, Thiago Henrique Figueiredo, de 23 anos, e Letícia Martins Andrade, de 19, apagaram as luzes da casa e fingiram não estar no imóvel, não atendendo ao chamado dos policiais. 

Conforme a corporação, o dono da casa mora ao lado do imóvel, que estava alugado pelo casal e cedeu as chaves para a Polícia Militar. Os militares conseguiram entrar na casa e encontraram diversas buchas de maconha embaladas e prontas para comercialização. Mais de 8kg de maconha, cerca de 300 pinos de cocaína, pedras de crack e quatro armas também foram apreendidos. 

O casal estava deitado em um colchão e, segundo a PM, Thiago contou que foi ao imóvel apenas para passar a noite com a namorada. Letícia, por sua vez, alegou que recebia R$500 por semana de um homem identificado como “Boy” para cuidar dos entorpecentes e armas.

Ainda conforme versão de Letícia, o homem é integrante de uma quadrilha do Bairro Goiânia, também na Região Nordeste da capital. Todos os materiais apreendidos e o casal foram encaminhados para a Central de Flagrantes 1 (Ceflan) da Polícia Civil. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade