Publicidade

Estado de Minas

Buscas por francês desaparecido na Serra da Mantiqueira seguem até 7 de maio

Polícia Militar e Corpo de Bombeiros se reuniram nesta quarta-feira para definir as diretrizes dos trabalhos


postado em 02/05/2018 20:45 / atualizado em 02/05/2018 20:52

Após reunião na manhã desta quarta-feira, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar decidiram continuar as buscas por Gilbert Eric Weterlín, desaparecido no dia 17 de abril quando fazia trilha na Serra da Mantiqueira, até o dia 7 deste mês. Os comandos empenharam cerca de 25 militares especializados por dia, a partir desta quarta-feira, com efetivo local de 15 militares por dia, responsáveis por coletar informações sobre o paradeiro de Eric.

Os familiares de Weterlín disseram que ele teria saído para treinar com equipamentos mínimos de sobrevivência. Uma jaqueta impermeável, um cobertor de emergência e uma head-lamp (lanterna que se acopla à cabeça) teriam sido levadas por ele para a trilha. O homem mora em Itajubá, no Sul de Minas, e é casado com uma brasileira.

Nesta quarta-feira, os bombeiros informaram que as equipes percorreram o terreno para aumentar as áreas de busca, passando pela Cachoeira de Santa Bárbara, Morro do Careca, Pedra Montada, Morro dos Gaviões e do Abre Vento, pico do Marins e face leste de Marinzinho. No último lugar, foi notada a presença de urubus, que poderiam indicar a presença de cadáver. Entretanto, tratava-se de um ninho dos pássaros.

Há uma semana, os bombeiros militares chegaram a cogitar a morte de Eric. "Nesta terceira fase da operação, as buscas concentram-se também na observação da presença de concentração de aves de rapina e odores específicos", disse, em nota, a corporação.

* Estagiário sob supervisão da editora Liliane Corrêa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade