Publicidade

Estado de Minas

Dupla mata homem e fere outros quatro a tiros na Avenida Silva Lobo

Dois homens passaram em uma moto e o garupa atirou várias vezes contra o grupo próximo ao Bairro Calafate, na Região Oeste de Belo Horizonte. A motivação do crime ainda é desconhecida


postado em 28/04/2018 07:34 / atualizado em 28/04/2018 09:00

Criminosos fugiram em direção ao Bairro Nova Suiça(foto: Google Street View/Divulgação)
Criminosos fugiram em direção ao Bairro Nova Suiça (foto: Google Street View/Divulgação)

A polícia está à procura de criminosos que assassinaram um homem e feriram outros quatro na madrugada deste sábado na Avenida Silva Lobo. Dois homens passaram em uma moto e o garupa atirou várias vezes contra o grupo próximo ao Bairro Calafate, na Região Oeste de Belo Horizonte. A motivação do crime ainda é desconhecida.

O ataque aconteceu por volta das 3h30. De acordo com o boletim de ocorrência da PM, o grupo estava na avenida próximo ao número 23. Uma das vítimas contou aos militares que uma moto passou pelo local e a pessoa que estava na garupa atirou várias vezes contra as pessoas que passavam pelo local. Em seguida, fugiu em alta velocidade em direção ao Bairro Nova Suiça.

Rodrigo Servelino Barbosa, de 27 anos, foi atingido por três tiros, que acertaram o ombro e o pescoço dele. Ele morreu na hora. O corpo foi socorrido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte.

Junto com ele estavam outras quatro pessoas. E. de 32, foi atingido por dois tiros na barriga e um nas costas. Já D. de 22, foi atingido por um tiro na panturrilha. Os dois foram socorridos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Oeste.  Já R. de 44, foi atingido na barriga e no tórax. E F. de 39, levou um tiro na cabeça. Os dois foram levados por ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhadas para o Hospital João XXIII. O estado de saúde dos feridos não foi divulgado.

A Polícia Militar (PM) fez rastreamento na região, mas não encontrou nenhum dos suspeitos. A perícia da Polícia Civil fez os levantamentos inciais para tentar identificar os atiradores. O caso foi encaminhado para a Central de Flagrantes (Ceflan 3).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade