Publicidade

Estado de Minas

Parque interditado por surto de febre amarela será reaberto no Buritis

Comprovação de vacinação será cobrada no Parque Aggeo Pio Sobrinho, na Região Oeste da capital. Local havia sido interditado em janeiro


postado em 27/04/2018 19:50 / atualizado em 27/04/2018 20:29

Um dos quatro parques fechados em Belo Horizonte devido ao surto de febre amarela será reaberto na próxima quinta-feira. Quem quiser visitar o Parque Aggeo Pio Sobrinho, no Bairro Buritis, Região Oeste de Belo Horizonte, entretanto, deverá comprovar imunização contra a doença, apresentando cartão de vacinação original – indicando que a dose foi tomada pelo menos 10 dias antes da visita –, além do documento de identidade. O local havia sido interditado em janeiro.

(foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
(foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
Segundo o presidente da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica (FPMZB), Sérgio Augusto Domingues, o alerta de vacinação vale para ambientes que possuam áreas verdes, como sítios, chácaras, parques de qualquer lugar, tomem a vacina contra a doença. "Agora, para acesso aos parques que estiveram fechados nesse período, será exigido a apresentação do comprovante de vacinação", ressaltou.

A gerente dos parques das regiões Barreiro e Oeste, Edanise Reis, disse que uma equipe administrativa será orientada para checar os documentos que comprovam vacinação de cada visitante. “Contamos com a paciência e compreensão das pessoas para entender que essa é uma medida de segurança coletiva num período de surto da doença. Uma pessoa que não se vacina e adentra uma área verde pode levar o risco de contaminação para toda a cidade. Por isso é importante a mobilização e apoio de todos nessa campanha”, explicou a diretora.

O primeiro parque da capital mineira a fechar as portas por tempo indeterminado foi o Parque das Mangabeiras, em 30/11/2017, seguido pelo Serra do Curral, em 3/12/2017, Aggeo Pio Sobrinho e Parque das Águas, ambos em janeiro. Na época, a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), explicou que eles foram fechados com o objetivo de proteger a população.

MANUTENÇÃO De acordo com a FPMZB, no período em que esteve fechado, o Aggeo Pio Sobrinho – que ocupa uma área de 600 mil metros quadrados e conta com três nascentes que formam o córrego Ponte Queimada – recebeu melhorias como pintura de bancos, do pergolado e dos pilares da entrada; implantação e manutenção de jardins e ações de poda, capina e roçada. O parque fica na Avenida Professor Mário Werneck, 2691, e funciona de terça-feira a domingo, das 8h às 18h.

* Estagiário sob supervisão da editora Liliane Corrêa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade