Publicidade

Estado de Minas

Motorista que atropelou na Raja Gabaglia é autuado por embriaguez e preso

Felipe Robson Gordiano, de 26 anos, se envolveu em sequência de acidentes e acabou preso no Anel Rodoviário. Delegado o autuou por embriaguez, lesão corporal e por fugir da ocorrência


postado em 20/04/2018 15:47 / atualizado em 20/04/2018 18:59

Motorista foi levado para uma unidade do sistema prisional(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A.Press)
Motorista foi levado para uma unidade do sistema prisional (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A.Press)

O motorista foi localizado no Anel Rodoviário próximo ao primeiro radar do Olhos D'Água, no sentido Centro. Conforme a soldado Juliana, ele se recusou a fazer o teste do bafômetro. “Está com sinais de embriaguez, olhos vermelhos, sonolência. Chegou a fazer xixi dentro da viatura”, contou a militar. Segundo ela, uma das pessoas atropeladas sofreu apenas ferimentos leves em uma das pernas e ajudou na perseguição. Ele e as testemunhas disseram que as pessoas atropeladas estavam em um forró. Essas pessoas foram ouvidas e liberadas.

De acordo com o boletim de ocorrência da PM, o motorista atropelou três pessoas que estavam em frente a um estabelecimento. Um homem e duas mulheres foram atingidos. No acidente, um Ford Ka foi atingido duas vezes pelo veículo. Quando o condutor tentou fugir, um homem manobrou outro carro para tentar travá-lo, mas sem sucesso. O automóvel sofreu avarias.

Ainda segundo o registro policial, o condutor de um Etios alegou que foi fechado pelo C4 na Raja Gabaglia e acabou perdendo o controle da direção e atingiu uma árvore. A Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) informou que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência resgatou o homem de 38 anos ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII. Segundo a pasta, a vítima deixou o local inconsciente, mas quando deu entrada no hospital já havia retomado a consciência e estava em estado estável e suspeita de um traumatismo craniano leve. A carteira de habilitação do condutor venceu em janeiro de 2017, de acordo com a PM.

De acordo com a Polícia Civil, o motorista do C4 prestou depoimento na tarde desta sexta-feira, mas o teor não foi divulgado. O delegado responsável pelo caso autuou Felipe por embriaguez ao volante, lesão corporal, e por fugir do local do acidente. Como não tem direito a fiança, foi levado para a prisão.

Equipes do Detran tiveram que fazer uma investigação no local do acidente, pois apenas um dos feridos foi encontrado no local no momento da ocorrência. Outras duas mulheres tinham sido socorridas por populares e a PM não conseguiu localizar, de acordo com a Polícia Civil. Os investigadores conseguiram encontrar com as duas meninas. Uma delas sofreu lesões leves e a outra foi encaminhada para o Instituto Médico Legal (IML) para passar por corpo de delito. Os exames vão detectar o grau da lesão que sofreu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade