Publicidade

Estado de Minas

Morre quinto bebê vítima de infecção no Hospital das Clínicas da UFTM, em Uberaba

No mês passado, quatro bebês morreram de infecção por uma bactéria. Outro recém-nascido permanece internado, mas já não apresenta infecção


postado em 03/04/2018 12:53

(foto: Edmundo Gomide/UFTM)
(foto: Edmundo Gomide/UFTM)

Chega a cinco o número de bebês mortos por infecção na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), em Uberaba, no Triângulo Mineiro. 

Por meio de nota, a Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do hospital informou que dois bebês permaneciam internados em tratamento de infecção pela bactéria Enterobacter cloacae multissensível. “No dia 30, às 2 da manhã, um dos bebês, que estava em estado grave, faleceu. O segundo não apresenta mais infecção e permanece internado em decorrência de sua prematuridade”, diz o comunicado. 

Ainda de acordo com a comissão, não há outros casos da infecção bacteriana no hospital e a UTI Neonatal continua recebendo pacientes normalmente. 

Os primeiros quatro bebês morreram na madrugada de 20 de março. O hospital descartou que os bebês tenham morrido em decorrência da superbactéria Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC) – resistente a antibióticos. No ano passado, a unidade registrou surto dessa bactéria. Exames mostraram que os recém-nascidos estavam com Enterobacter cloacae multissensível, que não é multirresistente. 

A entrada de novos pacientes na UTI Neonatal foi suspensa temporariamente e retomada no dia 23. O Hospital das Clínicas também informou que todas as medidas  ligadas à higiene e prevenção de infecções foram tomadas. O hospital passou a investigar o que motivou os casos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade