Publicidade

Estado de Minas

Alunos do Imaco vão estudar em prédio da Secretaria Municipal de Educação de BH

Prefeitura também pretende reformar prédio no Bairro Santa Tereza para receber alunos. Imaco foi interditado por problemas na estrutura


postado em 19/03/2018 12:50 / atualizado em 19/03/2018 13:03

Ver galeria . 8 Fotos Gladyston Rodrigues/EM/DA Press
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press )

Estudantes da Escola Municipal Imaco, interditada desde a semana passada por problemas estruturais, terão aulas em salas do prédio da Secretaria Municipal de Educação, no Bairro Santo Antônio, Região Centro-Sul de Belo Horizonte. A decisão foi anunciada nesta segunda-feira após uma reunião da pasta com professores, familiares e responsáveis pelos alunos. Um imóvel do município também deve ser reformado para receber as crianças e adolescentes. 

“A pedido da direção da escola, todo o primeiro andar será adaptado e receberá os estudantes a partir desta terça-feira (20/03). A medida foi tomada para imediata retomada do atendimento escolar, evitando, assim, prejuízos ao ano letivo dos alunos”, informou a prefeitura da capital, por meio de nota. O atendimento será realizado no local até que a reforma estrutural no Imaco seja concluída.

Ainda de acordo com a prefeitura, a Secretaria Municipal de Educação vai reformar e realizar a manutenção de um prédio público localizado no Bairro Santa Tereza, Região Leste de Belo Horizonte, onde já funcionou uma escola estadual. O objetivo é possibilitar que ele receba todos os alunos do Imaco. “Ao fim das intervenções de melhoria neste prédio, uma nova reunião com os pais e servidores da escola será marcada para nova avaliação do atendimento aos estudantes.”, finalizou a PBH. 

O Imaco fica na Rua Gonçalves Dias, perto do cruzamento com a Avenida Brasil, no Bairro Funcionários, Região Centro-Sul de Belo Horizonte, e atende cerca de 750 alunos. A interdição foi realizada em 14 de março. Na ocasião, a Secretaria de Educação da capital disse que a Defesa Civil detectou rachaduras no prédio. 


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade