Publicidade

Estado de Minas

Rompimento de mineroduto atinge sete quilômetros de dois rios na Zona da Mata

Tubulação da Anglo American se rompeu, o minério foi lançado no ribeirão Santo Antônio e afetou o Rio Casca nessa segunda-feira


postado em 13/03/2018 13:33 / atualizado em 13/03/2018 16:04

Cerca de sete quilômetros dos rios Santo Antônio e Rio Casca foram afetados pela polpa de minério (composto por 70% de minério e 30% de água), que vazou do rompimento do mineroduto da Anglo American, na região de Santo Antônio do Grama, Zona da Mata Mineira, nessa segunda-feira. 

Sobrevoo realizado esta manhã por técnicos da Secretaria de Estado e Meio Ambiente (Semad) verificou que os materiais mais pesados da polpa estão sedimentados no leito do Ribeirão Santo Antônio, que passa pela cidade. 

Entretanto, outra camada mais fina da polpa se concentra no leito do Rio Casca e foi diluída na água. Uma equipe formada por setores de Fiscalização e do Núcleo de Emergência Ambiental (NEA) continuam monitorando a situação nos mananciais. 

Em nota, a Semad ainda informa que “medidas administrativas estão sendo determinadas para cessar o vazamento, manter o monitoramento da situação e garantir o abastecimento de água à população”. 

A penalização que será aplicada na Anglo American, responsável pelo mineroduto, ainda é dimensionada pela pasta. 
 
* Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade