Publicidade

Estado de Minas

Família fica presa por três horas dentro de carro atingido por árvore em Montes Claros

Casal e dos filhos - João Pedro, de um ano e oito meses, e Anita, de 7 anos - não tiveram como sair de dentro do veículo. Militares do Corpo de Bombeiros realizaram o resgate


postado em 04/03/2018 19:19 / atualizado em 04/03/2018 19:36

Crianças estavam na parte de trás do carro que ficou prensado por árvore
Crianças estavam na parte de trás do carro que ficou prensado por árvore
Um temporal acompanhado de vento forte e raios provocou danos e assustou moradores de Montes Claros, no Norte de Minas, na tarde de ontem. A chuva durou cerca de meia hora, mas causou muitos estragos. Dezenas de árvores foram derrubadas em avenidas, ruas e praças, dando ao Corpo de Bombeiros, que registrou cerca de 30 ocorrências. Na mais complexa, quatro pessoas – entre elas duas crianças – da mesma família ficaram presas por cerca de três horas dentro de um carro atingido por uma árvore frondosa, derrubada pela força do vento.

O acidente aconteceu na Avenida Floriano Neiva, em frente à sede do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem (DEER-MG), onde moradores costumam buscar água em um poço tubular. A árvore de grande porte rompeu a rede elétrica e atingiu o carro, no qual estavam o bancário André Freilandes, de 37 anos, a mulher dele, a dona de casa Hérika Freilandes Durães, de 35, e os dois filhos do casal, Anita Freilandes, de 7, e João Pedro, de apenas 1 ano e 8 meses.

Por sorte, o casal e os filhos não tiveram ferimentos, mas ficaram presos dentro do carro, bloqueado pelo tronco e pelos galhos da árvore. A família foi orientada a não tentar sair até que a que a energia elétrica fosse interrompida por uma equipe da Cemig.
O bancário, a mulher e os dois filhos somente foram resgatados três horas depois do temporal, quando os bombeiros serraram os galhos da árvore e conseguiram abrir uma das portas traseiras. Os quatro passavam bem, apesar de assustados. As duas crianças foram as primeiras a serem retiradas do carro.

Hérika contou que a família estava deixando o local quando começou a chover e ventar forte. “Na hora que a árvore caiu em cima do carro foi um desespero. Comecei a rezar. Quem é que não reza numa hora dessas?" Na sequência, relata, ela e o marido passaram a receber mensagem pelo celular, com militares do Corpo de Bombeiros, da PM e amigos pedindo calma ao casal, que, enfrentou o forte calor dentro do carro.

Ainda em decorrência do temporal, na Praça de Esportes, no Centro de Montes Claros, uma árvore caiu em cima de um ônibus de uma empresa do transporte coletivo urbano que estava estacionado e vazio. Outra grande árvore foi arrancada pela raiz ao lado de um restaurante no Bairro Todos Santos, bem no local onde são colocadas mesas e cadeiras do estabelecimento, mas no momento da tempestade não havia ninguém.

Na Avenida Dulce Sarmento, próximo à região central da cidade, um raio atingiu a rede elétrica e uma palmeira pegou fogo. O fato foi registrado por moradores em vídeos que circulam nas redes sociais. Ninguém se feriu. A ventania também derrubou muitas árvores na MG-308 (Estrada Montes Claros/ Juramento), que ficou parcialmente interditada na tarde deste domingo. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade