Publicidade

Estado de Minas

Passageiro é preso com 10 quilos de skunk no Aeroporto de Confins

O homem é natural de Manaus e havia embarcado em um voo em Porto Velho. Ele seguia com destino a João Pessoa, com escala em Confins, onde acabou descoberto.


postado em 26/02/2018 16:42

A droga estava escondida dentro de uma mala(foto: Polícia Federal (PF) / Divulgação)
A droga estava escondida dentro de uma mala (foto: Polícia Federal (PF) / Divulgação)

A ação da Polícia Federal (PF) para combater o tráfico interestadual de drogas terminou na prisão de um homem no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O passageiro foi detido com 10 quilos de substância semelhante a skunk, droga mais pontente que a maconha.

De acordo com a PF, durante fiscalização no terminal, os agentes chegaram até o passageiro, de 23 anos. Ele natural de Manaus e havia embarcado em um voo em Porto Velho. O rapaz  seguia com destino a João Pessoa, com escala em Confins, onde acabou descoberto.

Durante as buscas, foram encontrados os 10 quilos de skunk que estavam embalados em um saco plástico azul. A droga estava escondida em um travesseiro que, por sua vez, estava enrolado em lençóis. Todo o material era transportado dentro de uma mala.

O homem, que não teve o nome divulgado, foi encaminhado para a Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Caso seja condenado, pode pegar até 25 anos de prisão.

Rodoviária

Outra ação da PF contra o tráfico interestadual de drogas terminou na prisão de outro passageiro em BH. Em 14 de fevereiro, um homem foi preso com haxixe e MDMA, princípio ativo do ecstasy, por policiais federais na Rodoviária de Belo Horizonte. A droga estava escondida dentro de uma mochila que estava envolvida em outros sacos e bolsas. O homem admitiu que recebeu dinheiro para fazer o transporte da droga de Belém até o Rio de Janeiro.

Segundo a PF, ações de repressão ao tráfico aconteciam na rodoviária quando o passageiro foi abordado. Os policiais verificaram as bagagens do homem que estava em um ônibus que saiu de Belém.  Para tentar enganar a ação policial, o passageiros escondeu cinco quilos de haxixe e quatro quilos de MDMA dentro de uma mochila. Essa, por sua vez, foi deixada dentro de uma caixa de papelão lacrada com um saco de linhagem. O pacote ainda foi colocado dentro de uma bolsa de viagem.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade