Publicidade

Estado de Minas

Homem que atirou no adversário em partida de futebol amador é preso

A vítima e o suspeito disputavam a partida por times rivais no Bairro Vila Olga, em Santa Luzia. O preso já havia passagens criminais


postado em 22/02/2018 20:10 / atualizado em 22/02/2018 20:28

Uma partida de futebol não teve um resultado feliz para um dos jogadores em campo no Bairro Vila Olga, em Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Isaac Marcelino, de 27 anos, suspeito de atirar em outro homem de 28 durante o intervalo do jogo, em outubro do ano passado, foi preso na quarta-feira pela Polícia Civil após investigações que comprovaram que ele disparou contra o adversário.

De acordo com a delegada Bianca Prado, responsável pelas investigações, já na primeira etapa do confronto o homem teria se desentendido com outros jogadores antes mesmo de puxar o gatilho contra o 'colega' em campo. E, no intervalo do jogo, enquanto a vítima conversava com a equipe e o técnico, o suspeito se aproximou do homem de 28 anos, disparando entre cinco e sete vezes. Uma costela da vítima foi quebrada e o pulmão foi perfurado. O suspeito fugiu do local em uma motocicleta.

"O suspeito teria feito de cinco a sete disparos. Por sorte, não houve mais feridos, pois, entre jogadores e torcida, cerca de 300 pessoas estavam no campo", ressaltou a delegada. Segundo ela, a vítima e o suspeito não eram conhecidos e, pela primeira vez, se enfrentavam em uma partida de futebol amador. O homem teria conseguido a arma com alguma pessoa que assistia ao jogo. No entanto, o artefato não foi encontrado pela corporação.

O suspeito não confirmou que atirou. Em depoimento, ele afirmou apenas que houve uma discussão de jogo e que não conhecia a vítima. De acordo com a Polícia Civil, Isaac será indiciado por tentativa de homicídio e já possui antecedentes criminais por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, crime de trânsito e homicídio consumado. Ele foi encaminhado ao sistema prisional.

*Sob supervisão da editora Crislaine Neves e da subeditora Regina Werneck

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade