Publicidade

Estado de Minas

Briga em baile funk termina com execução a tiros na porta de boate em BH

Segundo a polícia, houve uma discussão dentro da casa noturna que acabou na execução do lado de fora


postado em 27/01/2018 08:01 / atualizado em 27/01/2018 10:08

A execução ocorreu do lado de fora da boate, segundo a PM(foto: Reprodução / Facebook City Hall)
A execução ocorreu do lado de fora da boate, segundo a PM (foto: Reprodução / Facebook City Hall)

Uma briga em uma boate no Prado, Região Oeste de Belo Horizonte, durante um baile funk, terminou em morte na madrugada deste sábado (27). Adalgiso Leandro Gomes de Oliveira, de 28 anos, foi morto com vários tiros na porta da casa noturna, por um desafeto.

Dois vendedores ambulantes que estavam no local na hora do crime foram atingidos e encaminhados ao Hospital de Pronto Socorro, mas não correm risco de morte.

A execução foi por volta das 5h no City Hall, onde funcionava a antiga Galopeira, na Avenida Teresa Cristina, 171.

As primeiras impressões da Polícia Militar são de que se tratou de um acerto de contas. De acordo com a PM, o homem assassinado teria passagens na polícia, incluindo o crime de homicídio. Foram identificadas oito perfurações no corpo da vítima. Os disparos foram de uma pistola calibre 9 milímetros.

Segundo a polícia militar, o autor do crime, que não foi identificado, abordou a vítima dentro da boate. Os dois discutiram e, antes de atirar, o assassino teria dito: "É aquele vacilo lá". O homem fugiu em um carro vermelho.

A reportagem tentou contato com os representantes da casa, mas eles não retornaram as ligações e mensagens.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade