Publicidade

Estado de Minas

Duas pessoas morrem com suspeita de febre amarela em Juiz de Fora

Dos dois pacientes, apenas um era morador da cidade. Prefeitura informou que vai aplicar inseticida nos bairros em que a vítima morava e trabalhava


postado em 19/01/2018 12:51 / atualizado em 19/01/2018 13:56

(foto: Leandro Couri: EM/ D.A Press)
(foto: Leandro Couri: EM/ D.A Press)
Mais duas mortes suspeitas de terem sido causadas  por febre amarela estão sob investigação em Minas Gerais. Dois homens morreram nessa quinta-feira em Juiz de Fora, na Zona da Mata, com sintomas da doença. 

A Secretaria de Saúde da cidade informou que apenas uma das vítimas mora em Juiz de Fora. De acordo com a nota enviada à imprensa, o morador da cidade, que não teve a idade informada, estava internado na Santa Casa de Misericórdia.

Análises clínicas do paciente foram recolhidas e enviadas para exames que podem comprovar, ou não, a contaminação por febre amarela. O material está sendo analisado na Fundação Ezequiel Dias (Funed). 

Sobre a outra vítima, a pasta informou, apenas, que o paciente estava internado para tratamento médico em um hospital da rede particular da cidade. O município que o paciente morava, no entanto, não foi revelado, mas a suspeita é de que também seja na Zona da Mata.

Após a morte do morador, a prefeitura de Juiz de Fora informou que aplicou inseticida nos bairros onde o homem que morreu trabalhava e morava. Investigações epidemiológicas também estão sendo realizadas ena cidade, seguindo os critérios do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado e Saúde, conforme informações da Prefeitura de Juiz de Fora. 

Em Minas Gerais, desde junho de 2017, já são 17 mortes confirmadas por febre amarela. O município que mais registrou mortes foi Nova Lima, na Grande BH, que informou o sexto óbito pela doença nesta manhã. 

* Sob supervisão da subeditora Jociane Morais

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade