Publicidade

Estado de Minas

Prefeitura confirma 6ª morte por febre amarela em Nova Lima; em MG já são 17

O paciente não era vacinado contra a doença


postado em 19/01/2018 09:52 / atualizado em 19/01/2018 13:11

Neste sábado, Nova Lima também terá reforço vacinal e Unidades Básicas de Saúde vão estar abertas de 9h as 16h(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
Neste sábado, Nova Lima também terá reforço vacinal e Unidades Básicas de Saúde vão estar abertas de 9h as 16h (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A Press)
A secretaria de saúde de Nova Lima confirmou, na manhã desta sexta-feira, que mais um morador da cidade morreu em decorrência da febre amarela. Assim, o número de óbitos por contaminação da doença na cidade chega a 6, enquanto o índice de mortes em Minas Gerais aumentou para 17.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, a última vítima é um homem, que não teve a idade informada, e estava internado em um hospital de Nova Lima. Ainda conforme a administração municipal, o homem não havia tomado a vacina contra febre amarela e era morador do Bairro Cascalho. 

Um outro paciente está internado no município com suspeita de contaminação da doença. Com a morte de mais um morador, 35% dos registros de óbitos no estado se concentram em Nova Lima. A Secretaria de Estado e Saúde de Minas Gerais ainda não atualizou os boletins epidemiológicos com os dados das mortes do músico e presidente da Empresa Mineira de Comunicação, Flávio Henrique, e nem do morador de Nova Lima. 
 
Neste sábado, a prefeitura informa que vai reforçar a vacinação nas Unidades Básicas de Saúde do município, de 9h às 16h. A dose de imunização também será ofertada na Policlínica de Nova Lima. Um ponto de vacinação também será montado no Bairro Vila da Serra. 

Um fumacê (pulverização de inseticida) também será feito nos bairros Santa Rita, Honório Bicalho, Galo Velho e Vila Marise, considerados áreas de risco pela prefeitura de Nova Lima. A recomendação é de que moradores, durante o fumacê, fiquem em locais arejados. 

Macaco encontrado morto 

A prefeitura de Nova Lima também informa que um primata foi encontrado morto em São Sebastião das Águas Claras, distrito do município. O macaco foi recolhido e levado para análises que vão verificar se ele estava contaminado com febre amarela. 

Vale lembrar que os primatas não transmitem a doença. Eles servem como sentinela da circulação do vírus da febre amarela, pois são contagiados antes do que os humanos. 

Reforço na vacinação 

Segundo dados da Secretaria de Estado da Saúde (SES), ainda há em Minas 3.615.129 pessoas não vacinadas, sobretudo homens na faixa-etária de 15 a 59 anos, que são os mais acometidos pela doença. Neste sábado, além da campanha em Nova Lima, os 152 centros de saúde de Belo Horizonte estarão abertos para imunização da população. 

A meta das campanhas de vacinação este ano é elevar para 95% a cobertura de imunização, segundo nota divulgada pelo governo estadual, que ressaltou o aumento de 47% para 81% na cobertura, entre janeiro de 2017 e este mês. A vacina é indicada para crianças a partir de 9 meses, jovens e adultos com até 59 anos de idade – pessoas com mais de 60 anos só podem ser vacinadas após avaliação médica.

(* Sob supervisão do subeditor Fred Bottrel)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade