Publicidade

Estado de Minas

Polícia Militar registra três homicídios na Grande BH em menos de 24 horas

Os crimes aconteceram no Barreiro, Bairro Vista do Sol e em Sabará. Nenhum suspeito foi preso


postado em 13/01/2018 14:08 / atualizado em 13/01/2018 15:36

O fim de semana começou violento em Belo Horizonte e região metropolitana. De acordo com a Polícia Militar (PM), três homicídios já foram registrados desde às 23h dessa sexta-feira. Os crimes aconteceram no Barreiro, no Bairro Vista do Sol e em Sabará. Até o momento, nenhum suspeito foi preso. 

 

O primeiro crime aconteceu no Bairro Nossa Senhora de Fátima, em Sabará, Região Metropolitana da capital. De acordo com a PM, Renato de Paula Santos, 39 anos, foi morto com nove tiros. Segundo informações de testemunhas que não quiseram se identificar, a vítima é pai de um jovem que teria envolvimento com o tráfico de drogas. 

 

Ainda segundo informações do Boletim de Ocorrência, o domínio do tráfico na região é disputado por dois grupos rivais, conhecidos como Gangue do Eucalipto e Gangue do Mangueiras. A suspeita é de que um morador do local, identificado apenas como Wallace, seja o autor dos disparos. A polícia ainda faz buscas para prender o suspeito. 

 

O corpo de Renato de Paula foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e a ocorrência encerrada na 2° Delegacia de Polícia Civil de Sabará. Já o segundo homicídio aconteceu no Bairro Vista do Sol, Região Nordeste de BH. Por volta das 4h da manhã de hoje, Ricardo de Oliveira Neto, 29 anos, foi morto com oito disparos de arma de fogo. O principal suspeito é o cunhado da vítima, com quem teria uma desavença. 

 

Segundo informações dos familiares, Renato discutiu com a irmã no dia anterior ao crime, o que não teria agradado ao cunhado. A Polícia Militar foi até a casa do suspeito, mas ninguém foi encontrado. A ocorrência foi encerrada na Central de Flagrantes da Polícia Civil (Ceflan 1). 

 

Por volta das 10h da manhã deste sábado, um homem foi morto a tiros na Rua Luiz Bicalho, Bairro Brasil Industrial, na Região do Barreiro. Segundo informações do 41° Batalhão da Polícia Militar, a autoria e a motivação do crime ainda são desconhecidos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade