Publicidade

Estado de Minas

Óbitos por febre amarela em MG podem chegar a 10 vítimas com nova confirmação

Prefeitura de Barra Longa informou na noite desta quinta-feira que foram duas mortes pela doença na cidade. À tarde, Secretaria de Estado de Saúde confirmou um óbito


postado em 11/01/2018 22:23

Prefeitura da cidade de 6,8 mil habitantes confirma duas mortes pela febre (foto: Prefeitura de Barra Longa/Reprodução Facebook)
Prefeitura da cidade de 6,8 mil habitantes confirma duas mortes pela febre (foto: Prefeitura de Barra Longa/Reprodução Facebook)
O número de mortos devido à febre amarela pode ser de 10 pacientes, um a mais do total confirmado até a tarde desta quinta-feira, com base em boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG). Agora à noite, em nota publicada em sua página no Facebook, a Prefeitura de Barra Longa, Zona da Mata de Minas, a 215 quilômetros da capital, informou que na cidade três pessoas foram infectadas pela doença e que duas morreram. Até então, era confirmado um óbito no município, por meio da SES-MG.

“A Prefeitura Municipal de Barra Longa, através do Departamento Municipal de Saúde, vem informar a todos que foram registrados três casos de febre amarela no município, sendo que duas pessoas vieram a óbito e uma encontra-se internada em Belo Horizonte. Essas pessoas estavam em visita a Barra Longa e possivelmente foram contaminadas aqui”, diz a postagem. 
Ainda, segundo a prefeitura, em conjunto com a Regional de Saúde de Ponte Nova e a Secretaria Estadual de Saúde, estão sendo adotadas as medidas para identificar focos do mosquito nas localidades em que estiveram as vítimas da doença.

A administração municipal informou ainda que 97% dos moradores da cidade foram imunizados contra a febre amarela. “Fazemos um chamado para que os 3% que ainda não foram vacinados procurem a unidade de saúde para receber a dose da vacina. Os agentes de saúde já estão identificando pessoas que não tenham sido vacinadas e a equipe de endemias trabalha no combate aos focos do mosquito.” A prefeitura descartou o risco de epidemia no município de 6,8 mil habitantes.

De acordo com levantamentos a partir da SES-MG, há 11 confirmações para a doença, dos quais 9 morreram; as mortes seriam três em Nova Lima, duas em Mariana, e uma cada em Brumadinho, Carmo da Mata, Barra Longa e Mar de Espanha. Porém, com a informação da administração municipal de Barra Longa de que seriam dois óbitos, somam-se 10 vítimas fatais pela febre amarela, confirmadas neste começo de ano.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade