Publicidade

Estado de Minas

Aumento na tarifa do transporte metropolitano começa a valer nesta segunda-feira

Desde a 0h de hoje quem depende dos ônibus está pagando 3,09% a mais na tarifa predominante, que saltou de R$ 4,85 para R$ 5


postado em 01/01/2018 06:00 / atualizado em 01/01/2018 12:12

(foto: Ramon Lisboa/E.M/D.A Press)
(foto: Ramon Lisboa/E.M/D.A Press)
Ano novo, tarifa nova: 2018 começa hoje com os usuários do transporte coletivo metropolitano de Belo Horizonte e intermunicipal de Minas Gerais pagando mais caro pelos serviços. Na capital, embora empresários do setor estejam reivindicando reajuste até mesmo na Justiça, a administração municipal resiste em conceder o aumento até que seja feita auditoria do sistema. Os pedidos em ações judiciais não foram acolhidos e o preço da passagem predominante em BH segue nos mesmos R$ 4,05 estabelecidos em 3 de janeiro de 2017.

Já no sistema metropolitano, desde a 0h de hoje quem depende dos ônibus está pagando 3,09% a mais na tarifa predominante, que saltou de R$ 4,85 para R$ 5 nas linhas de transporte coletivo gerenciadas pela Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas de Minas Gerais (Setop-MG). A resolução sobre o assunto foi publicada no Minas Gerais, diário oficial do estado, de sábado.

Valor da tarifa de R$ 5 já está em vigor no Sistema Move, que atende aos terminais de Morro Alto, São Benedito, Justinópolis, Vilarinho, São Gabriel, Bernardo Monteiro e Terminal Provisório Aarão Reis. Esse será o custo da passagem paga pelos 6,8 milhões de passageiros/mês que usam o serviço, o que significa 39,1% do total de 17,485 milhões/mês do transporte metropolitano. Não haverá aumento na tarifa de 10 linhas, entre elas as que atendem a Igarapé e São Joaquim de Bicas, que seguem com o valor de R$10,10. O índice médio do reajuste aplicado a partir de hoje é de 3,40%.

INTERMUNICIPAIS

As tarifas dos serviços de transporte coletivo intermunicipal rodoviário no estado também tiveram reajuste, de 3,0295%, a partir de hoje. De acordo com a Setop, apesar do aumento anual com base nas regras do sistema, o valor das passagens dos ônibus intermunicipais está 6,6% menor que o vigente em janeiro de 2017. O motivo foi a desoneração do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incidente sobre a prestação de serviço de transporte rodoviário de passageiros, que reduziu em média 9,31% o custo das viagens.

Assim, a passagem no trecho Uberlândia/Juiz de Fora, por exemplo, que em janeiro de 2017 era de R$ 274,95, mesmo com o reajuste será de R$ 257 neste mês. A viagem Belo Horizonte /Ipatinga cai de R$ 72,10 para R$ 67,35. Os novos valores não incluem taxas de embarque.

O preço do diesel, que teria um dos maiores pesos no reajuste deste ano nos sistemas de transporte  gerenciados pela Setop, teve o impacto reduzido devido ao Decreto 47.316, de 28 de dezembro de 2017, que reduz o ICMS sobre o combustível para o setor, de 15% para 4%, também a partir de hoje.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade