Publicidade

Estado de Minas

Número de vítimas da chuva em Minas Gerais pode chegar a 12

Caso de homem arrastado pela enxurrada eleva para 4 o número de desaparecidos, o que pode aumentar o total de óbitos provocados pela chuva para 12


postado em 10/12/2017 06:00 / atualizado em 10/12/2017 10:02

Em Contagem, na Grande BH, onde uma queda de barreira já havia provocado transtornos esta semana, sete casas foram interditadas(foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)
Em Contagem, na Grande BH, onde uma queda de barreira já havia provocado transtornos esta semana, sete casas foram interditadas (foto: Edésio Ferreira/EM/D.A Press)

A chuva intensa da madrugada de sexta-feira elevou para quatro o número de pessoas desaparecidas após serem arrastadas por inundações no estado, o que pode aumentar o total de óbitos provocados pela chuva para 12 na atual estação. Por volta das 0h30, o Corpo de Bombeiros recebeu chamados para socorrer uma pessoa que teria sido levada pela enxurrada na Rua Frei Martinho Burnier em direção ao córrego da Avenida Tancredo Neves, no Bairro Paquetá, na Pampulha, em Belo Horizonte. De acordo com a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil da capital, o ponto crítico na cidade foi o transbordamento do Córrego Ferrugem, na altura da Avenida Tereza Cristiana, no Bairro das Indústrias, Região do Barreiro, mas nesse caso não houve alagamentos de imóveis. Já em Contagem, um imóvel desabou e outros sete tiveram que ser interditados.

Com o caso de desaparecimento no Paquetá, bombeiros estão à procura de quatro pessoas levadas pela enxurrada em Minas. Em Urucânia, na Zona da Mata, ainda são feitas buscas por dois desaparecidos no Rio Casca, e há outro sumiço devido às chuvas em Vespasiano, na Grande BH. Até a noite de ontem, havia a confirmação de oito mortes, depois de encontrado o corpo de Eva de Jesus, de 67 anos, na sexta-feira em Urucânia. Ela era avó da adolescente Maria Fernanda Juventino Iris Rosema, de 13, que também morreu e cujo corpo já havia sido resgatado. As buscas seguem nas imediações da cidade, com 11 bombeiros em terra e um helicóptero com equipe médica de emergência.

Em Belo Horizonte, a pessoa que foi vista sendo levada pela enxurrada na Pampulha não foi identificada. Os bombeiros foram acionados por moradores da região, que disseram ter avistado um homem sendo levado pela força da água e arrastado para dentro do córrego, que deságua na Lagoa da Pampulha. Porém, militares do Corpo de Bombeiros, com base em relatos das testemunhas, fizeram uma varredura ao longo do córrego e na lagoa, e nada encontraram. Um corpo chegou a ser resgatado na manhã de ontem, mas seria de uma pessoa que caiu na represa ao se desequilibrar, sem relação com as chuvas.

DESABAMENTO A Defesa Civil de Contagem, na Grande BH, interditou ontem sete casas devido ao risco de um novo deslizamento de terra na Avenida Vicente Bufalo, Bairro São Paulo, que tem aos fundos a Avenida Tereza Cristina. Na noite da sexta-feira, um salão de beleza desabou no momento que chovia forte na região.

Segundo informou o tenente Pedro Aihara, da Sala de Imprensa do Corpo de Bombeiros, a terra da encosta sob os imóveis apresenta risco de movimentação, e as estruturas de concreto sofreram abalos. A previsão é de que volte chover forte na área, ainda hoje. As famílias foram removidas, apesar de algumas resistências, e levadas para abrigos da cidade.

A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) informou que as declarações de emergência feitas pelos municípios atingidos pela chuva em Minas e pelo estado já foram consideradas pelo órgão nacional, como forma de acelerar medidas de assistência. A pasta reconheceu, na última quinta-feira, emergência em 14 municípios.

A previsão do tempo para hoje é de instabilidade, com chuvas em todo estado, segundo o instituto PUC Minas TempoClima. No Norte, a preciptação deve ser significativa e pode causar transtornos. Em Belo Horizonte, mais um dia de céu nublado e pancadas de chuvas isoladas de diferentes intensidades. A temperatura deve variar entre 18°C e 27°C.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade