Publicidade

Estado de Minas

Transexual nua com tornozeleira eletrônica quebra carro e é presa em BH

A cena foi filmada por pessoas que estavam na rua lateral do Fórum Lafayette


postado em 17/09/2017 11:58 / atualizado em 17/09/2017 12:10


Uma confusão nas imediações do Fórum Lafayette, em Belo Horizonte, na manhã deste domingo (17), assustou pessoas que passavam pelo Barro Preto e levou à prisão, em flagrante, uma transexual nua, usando apenas tornozeleira eletrônica. Enquadrada por dano, ela é acusada de jogar uma moto no chão e quebrar janela de um carro estacionado na Rua Ouro Preto.  

Segundo relatos, a  transexual tirou a roupa e começou a fazer vários xingamentos na porta da sede da Justiça, em Belo Horizonte, onde ocorria uma audiência de custódia. A confusão assustou pessoas que passavam pela rua no Barro Preto.

Vários vídeos mostrando a cena circularam no Whatsapp. Em um deles, ela aparece tentando forçar a porta de grade do fórum. Na sequência, pega um objeto e quebra o vidro de um carro.

Transtornada, a transexual dizia querer ver um juiz. Ela chegou a falar na morte de integrantes de sua família. Chamados pelos vigilantes do local, três agentes de segurança prisional que faziam a segurança da audiência a imobilizaram, arrancando aplausos das pessoas que acompanhavam a cena. A Polícia Militar chegou na sequência, efetuando a prisão.

De acordo com a coordenadora do policiamento da unidade Tenente Roberta dos Santos Gomes, a transexual informou apenas o nome de registro, Willian da Silva, 25 anos, que saiu recentemente da prisão por alguns crimes, incluindo o de roubo.

A tenente informou que a polícia encontrou pinos de cocaína perto das roupas da transexual detida. “Ele estava bem agitado e uma equipe do Samu foi acionada devido a esse estado psicológico alterado, sob suspeita do uso de drogas. Fizeram um procedimento médico e ele foi conduzido ao Hospital João 23”, disse.

Assim que for liberada do hospital, a transexual será conduzida à Central de Flagrantes 2, por crime de dano.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade