Publicidade

Estado de Minas

Incêndio volta a atingir o Parque Estadual da Serra do Rola-Moça

Informações colhidas pelos militare dão conta que, novamente, as chamas deram início de forma criminosa. Ninguém foi preso


postado em 11/09/2017 15:04 / atualizado em 11/09/2017 18:13

O Parque Estadual da Serra do Rola-Moça voltou a sofrer com incêndios. Um novo foco foi detectado na área de conservação na tarde desta segunda-feira. A ação rápida dos militares do Pelotão de Combate a Incêndio Florestal (PCIF) evitou uma propagação maior. Informações colhidas pelos militares dão conta que, novamente, as chamas deram início de forma criminosa. A estimativa é que 5,8 mil metros quadrados de vegetação foram queimados. Ninguém foi preso.

De acordo com o soldado Douglas Cussat, que atua no batalhão do Corpo de Bombeiros dentro da unidade de conservação, o fogo atingiu uma área de manancial. “O foco estava próximo a Cachoeira Álvaro Antônio, que é um manancial. Três militares conseguiram conter a situação. Os dados mostram que é um incêndio criminoso”, afirmou.

O parque ainda não conseguiu se recuperar de um incêndio e já sofre outro. Na última semana, uma grande queimada destruiu a vegetação da área verde. Além dos danos ambientais, também houve perdas nos cofres públicos. O governo de Minas gastou em apenas três dias mais de meio milhão de reais no combate. Trata-se de uma estimativa conservadora, que considera apenas gastos com quatro aviões, um helicóptero e alimentação de combatentes, não computando despesas como a mobilização de bombeiros, brigadistas e de caminhões e viaturas a serviço da corporação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade