Publicidade

Estado de Minas

Batida provocada por condutor com suspeita de embriaguez deixa dois mortos na AMG-0360

Um caro e uma caminhonete bateram de frente entre Sete Lagoas e Inhaúma, na Região Central de Minas Gerais. Outras quatro pessoas ficaram feridas


postado em 10/09/2017 14:01 / atualizado em 10/09/2017 14:43

A batida entre uma caminhonete e um carro matou dois jovens neste domingo na AMG-0360 entre Sete Lagoas e Inhaúma, na Região Central de Minas Gerais. Os veículos colidiram de frente na madrugada. O motorista do automóvel maior foi preso por porte ilegal de arma de fogo e também por suspeita de embriaguez. Outras quatro pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas para um hospital.

O acidente aconteceu por volta das 4h. De acordo com a Polícia Militar (PM), a batida foi próximo ao Bairro Riacho dos Campos, em Sete Lagoas. Testemunhas informaram que o Fiat Uno seguia pela faixa em direção a Sete Lagoas e que a Ford Ranger estava no sentido contrário. Em determinado ponto da rodovia, a caminhonete invadiu a contramão de direção e atingiu de frente o outro carro.

No Uno, as duas pessoas que estavam na frente, o motorista e o passageiro, ficaram presos às ferragens e morreram na hora. Eles foram identificados como Feliciano Junio Ribeiro da Silva, de 23 anos, e Marco Túlio Figueiredo Carvalho, de 24. No banco de trás estava outros dois jovens, identificados apenas como Alex e Tiago. Eles foram socorridos por médicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e encaminhados para o Hospital Municipal.

De acordo com a PM, os militares constataram que o motorsita da caminhonete, identificado apenas como José, exalava forte odor de hálito etílico. Ao ser questionado, admitiu que ingeriu bebidas alcoólicas antes de dirigir e que cochilou ao volante. O condutor também apresentava olhos avermelhados, dispersão, e dificuldade no equilíbrio, segundo relatos dos militares que constam no boletim de ocorrência.

O homem se recusou a passar pelo teste do etilômetro e recusou atendimento médico. Quando foi dada voz de prisão a ele, o motorista disse que não estava se sentindo bem e, por isso, foi levado para o Hospital Municipal de Sete Lagoas. A passageira da caminhonete também foi levada para o hospital, pois se queixava de dores.

Quando os militares fizeram buscas no veículo, encontraram embaixo do banco uma pistola calibre 635 com oito munições. Além disso, um facão também foi apreendido. Segundo o boletim de ocorrência, o motorista afirmou que comprou a arma de um amigo e que não tem registro. Ele também vai responder por este crime.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade