Publicidade

Estado de Minas

Faculdade lamenta morte de estudante de medicina em tragédia no Anel Rodoviário

Centro universitário se manifestou pelo Facebook com profundo pesar pelo desastre que causou a morte do aluno e também de seus pais


postado em 07/09/2017 12:19 / atualizado em 07/09/2017 12:49

Vitor Monteiro estudava medicina em Belo Horizonte(foto: Reprodução internet/Facebook)
Vitor Monteiro estudava medicina em Belo Horizonte (foto: Reprodução internet/Facebook)
O Centro Universitário UniBH se manifestou nesta quinta-feira em seu perfil no Facebook lamentando a morte do estudante de medicina Victor Monteiro, de 21 anos, uma das três vítimas da batida de ontem à tarde no Anel Rodoviário de Belo Horizonte. Victor morreu junto com os pais após um caminhão carregado com minério não conseguir parar antes de acertar o carro da família no trecho logo após a descida do Bairro Betânia, na Região Oeste de BH.

“O UniBH manifesta profundo pesar com a tragédia no Anel Rodoviário que resultou no falecimento do nosso aluno do curso de medicina, Victor Monteiro, e dos seus pais. Nos solidarizamos com todos seus familiares e amigos”, diz o texto postado pela instituição no Facebook.

Os corpos de Vitor, de sua mãe, Kelly Cristina da Silva Monteiro, e de seu pai, o policial civil Dogmar Alves Monteiro, de 52 anos, estão no Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte aguardando a chegada de parentes para a liberação. A família é de Caratinga, no Vale do Rio Doce, e Vitor estudava medicina na capital mineira.

O motorista da carreta, Luiz Fhillippe da Cunha Gonçalves Pereira, de 24 anos, foi autuado em flagrante pela Polícia Civil pelo crime de homicídio com dolo eventual, quando se assume o risco do resultado, mas não há intenção de matar. Ele passou por exames no IML e já teria sido encaminhado ao sistema prisional.

Victor Monteiro, a mãe, Kelly Cristina, e o pai, Dogmar Monteiro, morreram na tragédia(foto: Reprodução internet/Facebook)
Victor Monteiro, a mãe, Kelly Cristina, e o pai, Dogmar Monteiro, morreram na tragédia (foto: Reprodução internet/Facebook)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade