Publicidade

Estado de Minas

Homem é preso suspeito de provocar incêndio no Parque do Rola Moça

Se provada a intenção, a ele deverá responder por crime ambiental, com pena de reclusão de dois a quatro anos, mais multa


postado em 27/08/2017 22:32 / atualizado em 27/08/2017 23:34

(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
(foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)

Um homem foi preso por suspeita de atear fogo em vegetação do Parque do Rola Moça. Militares do Corpo de Bombeiros foram chamados, no fim da tarde deste domingo, para combater um foco de incêndio na área de reserva ambiental, quando se depararam com três homens em atitude suspeita, na Rua Cachoeira Dourada, no Bairro Solar, Região do Barreiro, aos fundos do parque.

 

Na abordagem, de acordo com os militares, um dos envolvidos reagiu de forma agressiva, com palavras desrespeitosas aos integrantes da guarnição dos bombeiros. Ele acabou detido por desacato, além da suspeita de ser incendiário. Os três foram levados para a Central de Flagrantes (Ceflan) 3, no Barreiro.

Na unidade policial, depois de averiguações, ficou apurado que apenas um dos homens seria autor do incêndio criminoso. Os outros dois, um com sinal de embriaguez, foi detido por desacato e o outro liberado. Boletim de ocorrência estava sendo confeccionado pelos militares e a previsão é de que os dois que detidos sejam ouvidos pelo delegado de plantão no fim da noite.

O suspeito, que é apontado como o responsável pelo fogo no parque, foi preso com base no artigo 41 da Lei 9.605/98 (Lei de crimes Ambientais), que determina ser crime provocar incêndio em mata ou floresta. com pena de reclusão de dois a quatro anos, mais multa, que de acordo com o Corpo de Bombeiros, é de R$ 3.489,64. Se o fogo não foi ateado de forma intencional, trata-se de crime culposo, com pena de detenção de seis meses a um ano, e multa.

Somente este mês foram registrados dois incêndio de grande proporções no Parque do Rola Moça, um na quinta-feira passada e outro no dia 19 último, com suspeita de ter sido criminoso.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade