Publicidade

Estado de Minas

Presos que gravaram vídeo no Ceresp Gameleira com apologia ao crime serão punidos

Detentos aparecem com uniforme do sistema prisional cantando músicas sobre a criminalidade e falando o nome de favelas da Grande BH


postado em 24/08/2017 11:03 / atualizado em 24/08/2017 12:40

A Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap) identificou três presos do Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) Gameleira, na Região Oeste de Belo Horizonte, responsáveis pela gravação de um vídeo gravado dentro da unidade prisional.

Nas imagens, os presos que vestem camisas com a sigla Suapi, referente à antiga Subsecretaria de Administração Prisional, fazem ameaças falando que vão iniciar a "guerra" e citam o nome de várias favelas de BH e da região metropolitana. Citam armamentos e fazem várias ameaças.

Além de vestir as camisas que são os uniforme do sistema prisional de Minas, alguns também usam as vestimentas na cabeça, tampando o rosto. Enquanto um preso faz várias rimas ligadas ao crime em ritmo de rap, outros detentos fazem sons com batuques, tudo filmado e divulgado na internet.

Segundo a Seap, está confirmado que as imagens foram gravadas no Ceresp Gameleira e foi feito o Registro de Eventos de Defesa Social (Reds). As investigações ficarão a cargo da Polícia Civil. Os presos também passarão pelo Conselho Disciplinar do Ceresp e sofrerão sanções administrativas.

A direção do Ceresp também vai apurar "se houve ilícito administrativo no caso".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade