Publicidade

Estado de Minas

Sesc volta atrás e autoriza menina de 10 anos a jogar torneio de futebol em time de meninos

Após abaixo-assinado divulgado na internet pela mãe da garota, da cidade de Vieiras, que contou com o apoio de 19 mil pessoas, organização liberou inscrição


postado em 18/08/2017 13:39 / atualizado em 18/08/2017 14:18

Torneio começa em 26 de agosto para o time de Vieiras, cidade com 3,8 mil habitantes na Zona da Mata mineira(foto: Álbum de família/Divulgação)
Torneio começa em 26 de agosto para o time de Vieiras, cidade com 3,8 mil habitantes na Zona da Mata mineira (foto: Álbum de família/Divulgação)
A pequena cidade de Vieiras comemora o desfecho positivo da história da garota Maria Alice, de 10 anos, aficcionada por futebol e hoje a moradora mais famosa do município da Zona da Mata mineira, de apenas 3,8 mil habitantes. Ela é a única menina a jogar no time dos meninos da cidade e, após ter sua inscrição negada, vai disputar, a partir de 26 de agosto, a Copa Sesc de futsal em Muriaé, também na Zona da Mata. Um abaixo-assinado lançado pela mãe na internet contou com 19 mil assinaturas.

Porém, o que hoje se revela uma sensação de alívio e felicidade foi motivo de tristeza para Maria Alice. Na última quarta-feira, 9 de agosto, ela recebeu da mãe a notícia de que sua inscrição tinha sido negada pelo fato de ser menina. Acostumada a jogar desde os cinco anos e sempre estar junto dos garotos, já que não existe um time feminino para sua idade em Vieiras, ela sonhava estar no torneio. Ganhou até chuteira personalizada da mãe, a advogada e comerciante Eliane Barbosa. Os nomes Maria no pé direito e Alice no esquerdo indicam quem é a dona daquela ferramenta de trabalho que promete se destacar na competição daqui a uma semana.

Vendo a tristeza da filha com a resposta negativa da coordenação do Sesc, Eliane estudou o caso e procurou alguma brecha nas regras para interceder a favor da pequena jogadora, mas foi apelando para o sentimento das pessoas que acabou sensibilizando a organização e conseguiu realizar o sonho da filha.

Inspirada por um exemplo de São Paulo, Eliane criou um abaixo-assinado na internet pedindo apoio para a inscrição de Maria Alice, conquistando a ajuda de 19.379 pessoas. "A cidade inteira ficou na expectativa. Recebi uma ligação da coordenação do Sesc em Muriaé dizendo que a inscrição será aceita. A secretária de Esportes de Vieiras também me ligou, confirmando que foi orientada a colocar os dados da minha filha e tirar uma foto da página de inscrição, mostrando que tudo foi feito dentro do prazo, já que as inscrições se encerram hoje", diz Eliane.

Em nota, o Sesc, que inicialmente havia negado a participação, confirmou a inscrição de Maria Alice. A instituição justificou a negativa inicial dizendo que "segue os parâmetros das regras oficiais da Confederação Brasileira de cada modalidade. Dessa maneira, em seu regulamento, não prevê a modalidade de futsal sub-11 mista – com a participação de meninos e meninas na mesma equipe", diz a nota.
Maria Alice promete brilhar em Muriaé representando a cidade de Vieiras (foto: Álbum de família/Divulgação)
Maria Alice promete brilhar em Muriaé representando a cidade de Vieiras (foto: Álbum de família/Divulgação)


"Porém, o Sesc também idealizou a Copa Sesc partindo da compreensão do esporte como um processo de construção de identidade, autonomia e autoconfiança, que abrace os talentos espalhados por todos os cantos de Minas, respeitando a diversidade. Por esse motivo, o Sesc em Minas informa que a Maria Alice vai participar da Copa Sesc em Muriaé. Queremos que todos tenham oportunidade de se aperfeiçoar, crescer e competir. Buscamos realizar esse desejo não apenas na Copa Sesc mas, também, nos Cursos Sesc de Esportes, que atendem a mais de 5.700 pessoas, sendo 1441 meninos e meninas na modalidade futsal", informou a instituição.

O resultado não poderia ser outro: ao receber a notícia, a garota ficou muito feliz e foi logo avisar aos colegas, que são os maiores apoiadores da presença dela no time. "Como ela é praticamente a única menina que joga na cidade, sempre esteve junto com os meninos. Treina três vezes por semana e ainda brinca nos demais horários. Os treinos são sempre às 8h30 e todos os dias os meninos passam aqui na porta de bicicleta chamando ela para irem juntos", acrescenta Eliane.

Na publicação na internet, Eliane destacou que a filha tinha todas as condições para participar do torneio entre os meninos. "Como podemos explicar para ela que o fato de ser menina a impede de participar de uma competição, mesmo tendo condições físicas, psicológicas e técnicas suficientes para tanto?", disse a mãe na apresentação do abaixo-assinado publicado na internet.

Também pela internet, as pessoas que apoiaram a causa da garota inundaram as publicações do Sesc no Facebook com pedidos para que a instituição reconhecesse o erro e mudasse a postura, aceitando a menina no time. O início do torneio está marcado para 26 de agosto e as partidas serão disputadas em Muriaé. A Prefeitura Municipal de Vieiras ficará responsável por levar o time.

Chuteira personalizada será usada no campeonato de futebol(foto: Álbum de família/Divulgação)
Chuteira personalizada será usada no campeonato de futebol (foto: Álbum de família/Divulgação)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade