Publicidade

Estado de Minas

Oito meses após temporal, Resplendor receberá R$ 1 mi da União para reconstrução de pontes

Ministério da Integração Nacional autoriza repasse de verbas para cidade do Vale do Rio Doce devastada por chuvas em novembro de 2016. Cidade ainda está em situação de emergência


postado em 09/08/2017 18:31 / atualizado em 09/08/2017 18:41

Devastada por temporais em novembro do ano passado, a cidade de Resplendor (Vale do Rio Doce) receberá somente este mês verbas federais para obras importantes de recuperação. O Ministério da Integração Nacional autorizou nesta quarta-feira a liberação de R$ 1 milhão para dragagem de um canal e reconstrução de quatro pontes.

As estruturas ficaram danificadas há oito meses durante fortes chuvas em Nicolândia, distrito de Resplendor. Por causa da inundação, cinco pessoas morreram na localidade e cerca de 160 pessoas ficaram desalojadas. O prefeito de Resplendor, Diogo Scarabelli Junior (PP), atribui a demora no repasse de verbas à “burocracia”, mas comemora a liberação dos recursos. “Antes tarde do que nunca.” “A gente sabe que a burocracia é muito grande. Mas é melhor vir do que não”, afirmou o prefeito.

Segundo ele, as pontes foram provisoriamente recuperadas com a verba que o município recebeu para a restauração inicial da cidade – em torno de R$ 60 mil. Esse dinheiro também foi destinado à limpeza urbana. "Ainda estamos em situação de risco porque o período de chuva chega daqui uns três meses”, completou o prefeito.

Por meio de sua assessoria de imprensa, o Ministério da Integração Nacional considerou que a autorização para liberar a verba não foi demorada. A pasta sustentou que o processo até o repasse dos recursos é longo porque envolve, entre outras coisas, análise criteriosa de planos e projetos elaborados pelas prefeituras.

Em princípio, o município tem até 90 dias para encaminhar um plano de trabalho à União. Depois de receber o documento, uma equipe técnica do ministério faz análise para averiguar emergencialidade. Só então a pasta autoriza a licitação das obras e, na sequência, libera a verba.

O Ministério da Integração Nacional informou ainda que o apoio emergencial é complementar às ações do estado e do município. A publicação saiu no Diário Oficial da União desta quarta-feira e incluiu liberação de R$ 172,7 mil para a cidade de Barros Cassal (RS). O município gaúcho terá 180 dias para executar obra de recuperação de uma ponte.

* Sob supervisão do editor André Garcia

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade