Publicidade

Estado de Minas

Quadrilhas explodem caixas eletrônicos em quatro cidades de Minas

Sete agências foram danificadas durante a madrugada. Bandidos aproveitam o baixo número de policiais em cidades do interior para agir


postado em 01/08/2017 10:18 / atualizado em 01/08/2017 11:37

Ver galeria . 7 Fotos Polícia Militar/ Divulgação
(foto: Polícia Militar/ Divulgação )

Quadrilhas explodiram caixas eletrônicos em sete agências bancárias de quatro cidades de diferentes regiões de Minas Gerais durante a madrugada desta terça-feira. Os alvos foram as cidades de Monsenhor Paulo e Alterosa, no Sul de Minas, Formiga, na Região Central e Gameleiras, no Norte mineiro.


Em todas as ocorrências, os bandidos, bem-armados, aproveitaram do baixo efetivo da Polícia Militar nas cidades, atiraram contra os militares e conseguiram fugir por estradas urbanas e rurais.

No mês passado, após a morte do cabo Marcos Marques da Silva e do vigilante Leonardo José Mendes em assalto a bancos em Santa Margarida, na Zona da Mata, o Estado de Minas já abordava a siuação de terror vivenciada nas cidades do interior de Minas

Região Sul

Em Monsenhor Paulo, os alvos foram agências do Bradesco e do Banco do Brasil, que ficam no Centro da cidade. De acordo  com a Polícia Militar, dois veículos, com cerca de 5 indivíduos em cada, aproximaram-se do quartel onde estavam os militares e atiraram contra o imóvel e uma viatura estacionada no local, impedindo os policiais de sair.


Em seguida, o grupo se deslocou até a Rua Dom Hugo e explodiram caixas eletrônicos do Bradesco e do Banco do Brasil com bananas de dinamite. A estrutura das agências foi danificada e houve princípio de incêndio no Banco do Brasil. Nas imediações do local, segundo a PM, foram encontrados munições de calibre 12 e .40.


O grupo fugiu pela BR-267 e ninguém ainda foi preso. Segundo a PM, no momento do ataque, apenas dois policiais estavam trabalhando. Não há informações da quantia levada dos bancos.

Ainda no Sul do estado, a cidade de Alterosa também foi alvo de criminosos que explodiram caixas eletrônicos de uma agência do Banco do Brasil durante a madrugada. De acordo com a Polícia Militar, o grupo de sete criminosos chegou em uma caminhonete com alguns indivíduos na carroceria, armados com fuzis de calibre 12.


Na agência, de acordo com a corporação, os homens chegaram a explodir os terminais eletrônicos, mas foram surpreendidos com a presença de policiais que iniciaram troca de tiros com o bando que entrou em fuga. Um dos criminosos foi baleado na carroceria da caminhonete, mas seguiu em fuga com o grupo.


Ainda conforme os policiais lotados em Alterosa, o efetivo na cidade é de apenas oito militares e apenas dois estavam em serviço no momento da ação criminosa.

 

Região Norte

Na Região Norte do estado, em Gameleiras, criminosos aproveitaram do período de folga dos militares durante a madrugada e aterrorizaram as ruas da cidade. Tiros de fuzil de calibre 556 foram disparados em direção as casas onde moram os policiais, evitando uma possível saída dos militares do local.


Segundo a PM, o bando explodiu caixas eletrônicos em uma agência do Bradesco e em uma do Correios, que também possui um terminal do Banco do Brasil no interior do imóvel. Como não havia nenhum policial em serviço no momento da ocorrência, os criminosos conseguiram levar quantias dos dois bancos e fugiram, com tranquilidade, para o município de Pai Pedro, na zona rural de Gameleiras. Normalmente, a cidade de Gameleiras conta com sete policiais à disposição da população.

(foto: Polícia Militar/ Divulgação)
(foto: Polícia Militar/ Divulgação)
No início desta manhã, após trabalho de rastreamento nas cidades próximas, a PM encontrou um veículo abandonado an zona rural de Porteirinha, próximo a Gameleiras. A suspeita é de que seja o mesmo carro usado por criminosos durante a ação. O carro é emplacado na Bahia e pertence a uma empresa de aluguel de veículos.


Outras duas agências, do Mercantil do Brasil e da Caixa, foram alvos de criminosos nesta madrugada, em Formiga. Cerca de oito indivíduos invadiram as agências e explodiram os terminais, segundo a PM.


Houve troca de tiros com militares, mas o bando conseguiu fugir e os possíveis destinos, de acordo com a corporação, são as cidades de Campo Belo e Arcos. Os trabalhos de perícia ocorrem nesta manhã na cidade com a ajuda de uma equipe deslocada de Belo Horizonte e ainda não há informações de quantia levada.


Em todas as ações criminosas, ninguém foi preso e as ocorrências seguem sendo finalizadas nesta manhã. 

 

*Sob supervisão do editor Benny Cohen


Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade