Publicidade

Estado de Minas

'Eu fiquei desesperado', conta montador que deixou carteira com o salário do mês cair em bueiro

Caso ocorreu em Ubá no início desta semana. José Elias dos Santos deixou a carteira cair após se abaixar para pegar a mamadeira da neta


postado em 27/07/2017 15:45 / atualizado em 27/07/2017 21:52

Após jogar água no esgoto, a carteira foi recuperada (foto: Corpo de Bombeiros/ divulgação )
Após jogar água no esgoto, a carteira foi recuperada (foto: Corpo de Bombeiros/ divulgação )
"Já salvei pessoas, já salvei animais, mas carteira com dinheiro foi a primeira vez", contou o sargento João Bosco Gama depois de resgatar a carteira com todo o salário do mês de um morador de Ubá, na Zona da Mata, conforme o Estado de Minas publicou na terça-feira. O montador José Elias dos Santos, de 43 anos, estava passeando com a neta quando deixou a carteira cair dentro de um bueiro na Rua José Moreira Mendes, no Bairro Jardim Glória. 

"Eu tinha ido mais cedo ao banco para sacar o salário do mês, cerca de R$ 2 mil. Foi quando me abaixei para pegar a mamadeira da minha neta e a carteira caiu da minha mão, descendo bueiro abaixo. Eu fiquei desesperado", afirmou o morador. Foi então que ele decidiu chamar o Corpo de Bombeiros.

Segundo o Sargento João Bosco Gama, que atendeu a ocorrência, os militares se deslocaram para o endereço com uma viatura de salvamento. "Chegamos até o local e não conseguíamos localizar a carteira. Já havia dito para ele começar a providenciar os novos documentos. Mas quando ele disse que a carteira estava com todo o salário do mês eu pensei: 'a gente vai dar um jeito'", lembrou.

Os bombeiros retornaram com a viatura de salvamento e voltaram com o carro de combate a incêndio. "Jogamos água no bueiro para que a carteira escorresse para a próxima boca de lobo. Com uma peneira, José aguardava a chegada dos objetos levados pela água. De repente, ouvi os gritos 'achei', 'achei'", contou o sargento. "Fiquei muito feliz. Só tive que colocá-la para secar", riu o morador.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade