Publicidade

Estado de Minas

Carreta que transportava ácido sulfúrico tomba na AMG-150, em Nova Lima

Duas pistas da rodovia ficaram fechadas para destombamento do veículo. Trânsito ficou complicado no local


postado em 30/06/2017 15:33 / atualizado em 30/06/2017 22:38

(foto: Gladyston Rodrigues/DA/EM Press)
(foto: Gladyston Rodrigues/DA/EM Press)
Uma carreta que transportava ácido sulfúrico tombou na AMG-150, na altura do Km 2, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na tarde desta sexta-feira. A carga começou a vazar, mas foi contida antes de se espalhar pela pista. De acordo com o Corpo de Bombeiros, ainda não há confirmação sobre a quantidade de ácido que estava sendo transportada. Não houve vítimas.

O tombamento ocorreu no Bairro Galo Novo, após o trevo de Rio Acima, no sentido Nova Lima/Raposos. A Defesa Civil da cidade foi chamada ao local devido ao risco de o ácido atingir um manancial que fica próximo à rodovia. No entanto, o Corpo de Bombeiros descartou a possibilidade. 
 
A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) informou que ainda não se sabe o que causou o acidente. O motorista teve apenas ferimentos leves. As duas pistas foram fechadas para o destombamento da carreta e o trânsito ficou complicado no local.

O veículo, da Embrac transportadora, seguia para Belo Horizonte. O ácido sulfúrico será transferido para outra carreta, procedimento que deve durar cerca de quatro horas. A AngloGold Ashanti, produtora da carga, emitiu nota à imprensa na qual afirma que "diligenciou para garantir que a transportadora adotasse todos os procedimentos de segurança estabelecido pelos órgãos reguladores e, também, enviou sua brigada de emergência para o local para dar todo o suporte". 
 
Veja a nota completa:
 
"A AngloGold Ashanti confirma a ocorrência de um incidente com transporte de ácido sulfúrico na tarde desta sexta-feira (30) na rodovia AMG-150, em Nova Lima. A empresa ressalta que não houve vítimas e, quanto ao produto, houve apenas gotejamento, que está controlado.
A empresa também esclarece que o ácido é produzido por ela, porém comercializado para diferentes indústrias que são responsáveis pelo transporte do produto. Ainda assim, a AngloGold Ashanti diligenciou para garantir que a transportadora adotasse todos os procedimentos de segurança estabelecidos pelos órgãos reguladores e, também, enviou sua brigada de emergência para o local, para dar todo o suporte.
A AngloGold Ashanti reforça seu compromisso com a segurança e com a comunidade."
 
(RG) 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade