Publicidade

Estado de Minas

Casos de febre amarela confirmados ultrapassam 400 em Minas Gerais

Desde semana passada, quatro mortes pela doença foram comprovadas, duas descartadas e nenhum novo caso foi notificada à secretaria


postado em 19/04/2017 19:20 / atualizado em 19/04/2017 23:59

A febre amarela já infectou 423 pessoas em Minas Gerais desde o início do surto, em janeiro deste ano. No balanço divulgado pela SES, nesta quarta-feira, os óbitos subiram para 151, com a certificação de quatro mortes pela doença; enquanto duas, que ainda estavam sob suspeita, foram descartadas.

Nenhuma ocorrência de nova infecção foi notificada à secretaria desde o último dia 12, permanecendo um total de 1.130 casos. Desses, 54 ainda estão sendo investigados. As cidades de Caparaó, na Zona da Mata, e Jequitinhonha, no Vale do Jequitinhonha, foram somadas à lista de locais que tiveram casos comprovados de febre amarela.

Segundo o balanço divulgado pela secretaria, as pessoas mais afetadas pela doença têm idade entre 40 e 49 anos, com 122 casos e 47 óbitos. As crianças de até 9 anos, e os idosos acima dos 60 são as faixas cuja a taxa de letalidade é mais alta, cerca de 50% e 47%, respectivamente.

De acordo com a SES, já foram distribuídas, até o dia 17, 7.890.300 doses da vacina contra a febre amarela para atender as áreas mais afetadas, com estratégia de intensificação vacinal. Dados fornecidos pelas unidades regionais de saúde mostram que já foram aplicadas 5.471.881 doses da vacina no estado, sendo 1.587.613 nos municípios com surto.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade