UAI
Publicidade

Estado de Minas

Missa da Unidade reúne 15 mil católicos no Mineirinho

Arcebispo metropolitano de Belo Horizonte pediu união dos fiéis para reconstrução do Brasil. A celebração relembra a última ceia que Jesus fez com os apóstolos antes de sua morte


postado em 13/04/2017 10:41 / atualizado em 13/04/2017 13:19

Celebração foi marcada por muita emoção dos fiéis(foto: Jair Amaral/EM/D.A PRESS)
Celebração foi marcada por muita emoção dos fiéis (foto: Jair Amaral/EM/D.A PRESS)
Cerca de 15 mil pessoas acompanham no ginásio do Mineirinho, na manhã desta quinta-feira, a Missa da Unidade, celebração da Igreja Católica que relembra a última ceia que Jesus fez com os apóstolos antes de sua morte. O arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, que conduz a cerimônia, cumprimentou os fiéis e gerou bastante comoção, já que muitas pessoas ficaram emocionadas ao tocar o religioso.

O chefe da Cúria Metropolitana aproveitou a ocasião para conclamar as pessoas a resgatarem a dignidade do Brasil, principalmente após a divulgação de uma lista com pedidos de investigação envolvendo os principais políticos do país. "Quando nós tomamos conhecimento de listas, de nomes ou de corrupção, em qualquer instância da sociedade, isso nos entristece muito, nos surpreende. Mas nós precisamos levantar a cabeça para uma grande reconstrução nacional, na Justiça, na paz, na honestidade e no amor. Não há outro caminho", diz o arcebispo.

A funcionária pública Rosanilda Lúcia de Jesus, de 59 anos, juntou forças e encontrou na Missa da Unidade a oportunidade para alimentar seu espírito depois de perder de forma brutal a vizinha Adriana Maria da Cruz, de 39 anos, sequestrada no estacionamento do Itaú Power Shopping, em Contagem, na Grande BH, e enforcada com um cadarço por bandidos que queriam roubar seu carro. O corpo de Adriana foi encontrado na lagoa Várzea das Flores. "É um momento de aprendizado e de fé. Preciso dessa fé para buscar força e vencer a violência, que contaminou a sociedade", afirma.
O arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo cumprimentou os fiéis e gerou bastante comoção(foto: Jair Amaral/Em/DA Press)
O arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo cumprimentou os fiéis e gerou bastante comoção (foto: Jair Amaral/Em/DA Press)

O aposentado Jader Soares, de 54, disse que a situação geral do país já está muito difícil e se não tiver Deus no coração, piora. "Não podemos ficar desprotegidos nesse momento complicado e eu vim agradecer a Deus, que nunca me deixou na mão", afirma. O seminarista Lucas Moreira Reis, de 26 anos, ligado à paróquia São João XXIII, na Região do Barreiro, lembrou que o momento é de unidade dentro da igreja, mas também com outras instâncias da sociedade. "A quebra de conjunto causa a corrupção, por isso desejo experiência para que possamos nos unir com outros setores. O nosso fundamento é a unidade", afirma.

Há cinco anos exercendo o sacerdócio, o padre Carlos Maria dos Santos, da paróquia Santo Cura Dars, no Bairro Prado, Oeste de BH, lembrou o recado do Papa Francisco para a semana santa. “O Papa nos pede o encontro dos irmãos. É o momento de revermos a nossa as nossas condutas e perceber que o amor de Deus é para todos”, afirma o pároco.
 
Ver galeria . 14 Fotos Missa da Unidade reuniu milhares de católicos no Mineirinho nesta quinta-feira Jair Amaral/Em/DA Press
Missa da Unidade reuniu milhares de católicos no Mineirinho nesta quinta-feira (foto: Jair Amaral/Em/DA Press )
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade