Publicidade

Estado de Minas

PBH abre cadastro para acamados receberem vacina contra gripe em casa

Neste ano, o cadastro vai até o dia 28 de abril e pode também ser feito pela internet, no portal da prefeitura. Vacinação contra o vírus influenza começa na próxima segunda-feira, 17, e segue até 26 de maio.


postado em 10/04/2017 13:25 / atualizado em 10/04/2017 14:12

A expectativa é vacinar aproximadamente 827.200 pessoas em Belo Horizonte(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
A expectativa é vacinar aproximadamente 827.200 pessoas em Belo Horizonte (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)


Está aberto o cadastramento de pessoas acamadas e residentes em casas de repouso para receberem a vacina contra o vírus influenza nos seus locais de residência. A vacinação domiciliar vale apenas para pacientes impossibilitados de se locomover, que não têm condições de ir ao centro de saúde receber a dose.

A novidade neste ano é que o cadastro pode ser feito pela internet, no endereço www.pbh.gov.br. Na página, o interessado deve buscar no link serviços, o banner “vacina de Gripe/cadastro para acamados”. O cadastro deve ser feito até o dia 28 deste mês e pode também ser agendado pelo telefone 3277-7722 ou diretamente no centro de saúde de referência do paciente.

Na capital, a campanha de vacinação contra influenza tem início no dia 17 de abril e vai até o dia 26 de maio. A vacina estará disponível nos centros de saúde. Para receber a dose é necessário apresentar o cartão de vacinação e documento de identidade.

Nesta temporada de vacinação, o público prioritário definido pelo Ministério da Saúde para receber a vacina é formado por pessoas acima de 60 anos; crianças de 6 meses a 4 anos de idade; trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados; gestantes; puérperas (até 45 dias após o parto); portadores de doenças crônicas e pessoas privadas de liberdade. 


Além desses, este ano também receberão a vacina os professores do ensino básico e superior das escolas públicas e privadas. A expectativa é vacinar aproximadamente 827.200 pessoas em Belo Horizonte. O número representa 15,2% a mais do que no ano passado, quando 717.612 pacientes receberam a dose. 

  

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade