Publicidade

Estado de Minas

Adolescentes são baleados dentro de sala de aula no Sul de Minas

As vítimas foram surpreendidas por atiradores que invadiram a instituição de ensino. Três menores foram detidos por causa do crime e encaminhados para a delegacia


postado em 17/02/2017 12:54 / atualizado em 17/02/2017 14:58

A rixa entre adolescentes de dois bairros de Três Corações, na Região Sul de Minas Gerais, pode ter sido a motivação para um ataque dentro de uma sala de aula da cidade. Homens armados invadiram a Escola Estadual Godofredo Rangel e foram até uma classe, onde estariam os alvos. Segundo a Polícia Militar (PM), tiros foram disparados e dois adolescentes de 14 e 15 anos acabaram feridos. Os suspeitos dos tiros fugiram e acabaram detidos horas depois, de acordo com o boletim de ocorrência.

Os estudantes feridos foram socorridos por viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e militares do Corpo de Bombeiros. Eles foram encaminhados para o Hospital São Sebastião. Um dos alunos foi ferido no braço e outro no peito.

Os responsáveis pelos tiros fugiram por uma área nos fundos da escola que dá acesso a um rio. Segundo a PM, buscas foram feitas na região e três adolescentes, que também seriam estudantes da instituição de ensino, acabaram detidos. Eles foram encaminhados para a delegacia, junto com os responsáveis legais.

De acordo com a Secretaria de Estado de Educação (SEE), os dois estudantes foram atingidos por tiros disparados por outros jovens que invadiram a escola. “Os feridos foram levados ao pronto socorro, acompanhados de uma funcionária da escola. O diretor da unidade escolar entrou em contato imediatamente com as famílias dos alunos feridos.Os dois adolescentes receberam atendimento médico e continuam em observação, mas passam bem”, informou a pasta por meio de nota.

A Secretaria informou que o diretor da Superintendência Regional de Ensino de Varginha, responsável pela coordenação da escola, está acompanhando de perto os desdobramentos do caso e que os funcionários da escola estão colaborando com a investigação. “A direção da escola e a SRE estão colaborando com o que foi necessário para a investigação da Polícia. A escola conta com câmeras de segurança e as imagens foram cedidas à PM. A Polícia Militar garantiu que irá aumentar o patrulhamento na região da escola, além de fazer rondas também no interior da unidade de ensino”, completou.

Segundo a Polícia Civil, as duas vítimas baleadas não eram os alvos dos suspeitos. Das três pessoas detidas, duas foram autuadas por ato infracional análogo ao crime de homicídio tentado e encaminhados para o sistema socioeducativo. O terceiro foi ouvido e liberado por não ter elementos que comprovassem a participação.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade