Publicidade

Estado de Minas

Caminhos para combater o racismo no Brasil é o tema da redação do Enem

No segundo dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), racismo foi um dos temas mais cotados pelos estudantes


postado em 04/12/2016 12:37 / atualizado em 04/12/2016 17:40

(foto: Larissa Ricci)
(foto: Larissa Ricci)

O tema da redação foi o assunto mais comentado entre os candidatos no segundo dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Na primeira aplicação do Enem, em novembro, o assunto intolerância religiosa dividiu opiniões. Além da redação, os candidatos farão também as provas de línguas, códigos e suas tecnologias e matemática.
 
O Ministério da Educação divulgou na tarde deste domingo o tema da segunda aplicação do Enem 2016: "Caminhos para combater o racismo no Brasil". O tema dividiu a opiniões dos internautas do Facebook. Enquanto alguns elogiaram, outros comentaram que se sentiram prejudicados já que acharam o tema mais fácil do que o anterior. 
 
Antes de entrar para a maratona, Jennyfer Nicodemos, de 19 anos, apostou no tema relacionado ao racismo. "A prova de ontem falou muito de preconceito, acho que intolerância racial é um assunto bem cotado para hoje" disse.

Diferente do calorão de ontem, hoje a chuva caiu e apressou os candidatos(foto: Larissa Ricci)
Diferente do calorão de ontem, hoje a chuva caiu e apressou os candidatos (foto: Larissa Ricci)

Os portões da PUC-Minas foram abertos ao meio-dia e os candidatos se acomodaram no gramado da rampa. Ao contrário de ontem, que os estudantes disputavam as sombras para se proteger do sol, a chuva caiu e apertou o passo dos candidatos.

Enem em família: o aposentado Fabio Antônio entre os filhos Fabio Cassio e Igor Antônio(foto: Larissa Ricci)
Enem em família: o aposentado Fabio Antônio entre os filhos Fabio Cassio e Igor Antônio (foto: Larissa Ricci)

O aposentado Fábio Antônio, de 54 anos, veio motivado pelos dois filhos, Fábio Cassio, de 18, e Igor Antônio, de 16.  "Enem em família. Vim para saber como era. Ainda não sei qual curso gostaria de fazer, mas Letras é uma boa opção", disse o pai. Para o jovem Fábio, a prova de ontem foi mais fácil do que a primeira aplicação e a expectativa é para a redação. "Acho que racismo ou a escassez da água são bons assuntos", afirma o filho.

Os estudantes Renato Batista e Ana Luísa de Araújo distribuíram abraços aos candidatos(foto: Larissa Ricci)
Os estudantes Renato Batista e Ana Luísa de Araújo distribuíram abraços aos candidatos (foto: Larissa Ricci)

Os estudantes Renato Batista, de 20, e Ana Luísa de Araújo, de 21, receberam os candidatos com um cartaz de abraços grátis. Membros da Aliança Bíblica Universitária, a dupla disse que a ação voluntária tem como objetivo acalmar os estudantes. "Também trouxemos canetas e barrinhas de cereal para distribuir", afirmou Ana.

O cruzeirense Guilherme Vinícius vestiu a camisa chapecoense como forma de solidariedade(foto: Larissa Ricci)
O cruzeirense Guilherme Vinícius vestiu a camisa chapecoense como forma de solidariedade (foto: Larissa Ricci)

Guilherme Vinícius, de 17 anos, estava vestido com a camisa da Chapecoense. "Essa blusa é do meu amigo. Resolvi usá-la como forma de solidariedade. Ontem, queria ter ficado em casa para assistir ao velório", afirma o estudante. Torcedor do cruzeiro, o candidato tenta uma vaga no curso de engenharia civil.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade