Publicidade

Estado de Minas

Dono do jornal O Grito é morto a tiros em Santa Luzia

Maurício Campos Rosa, de 64 anos, foi atingido por cinco tiros na noite de quarta-feira


postado em 18/08/2016 09:13 / atualizado em 18/08/2016 11:53

Maurício Campos Rosa tinha 64 anos(foto: Reprodução internet/Facebook)
Maurício Campos Rosa tinha 64 anos (foto: Reprodução internet/Facebook)
O dono do jornal O Grito, de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, foi assassinado a tiros na noite de quarta-feira. Segundo a Polícia Militar (PM), ele foi atingido por cinco tiros quando deixava a casa de uma pessoa que havia visitado, no Bairro Frimisa. A autoria e motivação do crime ainda são desconhecidas.

De acordo com a PM, uma testemunha disse que Maurício Campos Rosa, de 64 anos, havia acabado de sair do imóvel quando foi baleado. Ele foi atingido por um disparo no pescoço e quatro nas costas. Um dos moradores da casa, que estava com a vítima, ficou em estado de choque e não conseguiu falar com a polícia.

Rosa foi levado pelos policiais até o Pronto Atendimento do Bairro São Benedito, mas ele precisou ser transferido para o Hospital Risoleta Neves, em Venda Nova, onde morreu. Nenhum suspeito do crime foi localizado e o caso foi encaminhado à Polícia Civil de Santa Luzia.

O jornal O Grito é distribuído gratuitamente em Santa Luzia há mais de 20 anos, com notícias da região.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que já foi instaurado o inquérito policial para investigar a morte de Maurício Campos Rosa. O delegado que preside o inquérito, César Matoso, informou, por meio da assessoria da corporação, que as investigações estão sob sigilo e só irá se manifestar na conclusão dos trabalhos policiais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade