Publicidade

Estado de Minas

Ministério dos Transportes contradiz Dnit e nega desligamento de radares

Órgão informou que apenas a competência pela manutenção dos equipamentos será transferida, passando a ser responsabilidade das concessionárias


postado em 25/06/2016 21:52 / atualizado em 25/06/2016 21:57

Em nota divulgada na noite deste sábado, o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil negou a informação divulgada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) na última sexta-feira, de que pelo menos 240 radares seriam desligados em Minas Gerais. Segundo o ministério, apenas a competência pela manutenção dos equipamentos será transferida, passando a ser responsabilidade das concessionárias.

“O usuário não será prejudicado com a ausência do controle de velocidade, que tem por objetivo educar e garantir maior segurança”, informou o Ministério dos Transportes, que ressaltou ainda que o processamento das multas vai continuar a cargo da administração federal.

Na última sexta-feira, o Dnit alegou falta de verbas para manter o funcionamento dos radares nas estradas federais. As concessionárias foram pegas de surpresa, já que a gestão dos equipamentos seria repassada para as empresas apenas no fim do ano.

Se houver de fato os desligamentos, em Minas Gerais serão 240 aparelhos desativados, a maioria na BR-040 (203). Na BR-262, são 19 radares, 10 na BR-153 e 5 na BR-050. A BR-381, que liga Belo Horizonte a São Paulo não será afetada, já que a Autopista Fernão Dias já é responsável pela manutenção dos 19 equipamentos instalados em MG.

Com João Henrique do Valle


Publicidade