Publicidade

Estado de Minas

Passeio ciclístico reúne dezenas de pessoas em Belo Horizonte

A campanha %u201CBH tem espaço para todos. #respeiteabicicleta%u201D foi criada para mostrar a insegurança no trânsito para os ciclistas


postado em 11/06/2016 11:15 / atualizado em 11/06/2016 12:20

Ver galeria . 15 Fotos Gladyston Rodrigues/EM/D.A.Press
(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A.Press )

Depois de uma pesquisa nacional concluir que Belo Horizonte é a cidade onde os ciclistas mais temem o trânsito, segundo 37,8% dos entrevistados na capital mineira, a BHTrans lançou, nessa manhã, a campanha “BH tem espaço para todos. #respeiteabicicleta”.

“O motorista precisa entender que o número ciclistas em BH vai aumentar. As bicicletas são necessárias e a cidade está começando a ter uma cultura mais forte do uso delas”, disse Eveline Trevisan, coordenadora do programa Pedala BH, criado para estimular o aumento desse modal na cidade.

A capital mineira liderou o ranking entre os 10 municípios em que os pedalistas se sentem mais ameaçados pelo trânsito. Em BH, 37,8% dos entrevistados disseram que esse é o principal problema enfrentado pelos ciclistas. A média nacional foi de 22,7%.

O estudo, elaborado em 2015 e que ouviu 5.012 pessoas nas 10 cidades, faz parte do projeto Parceria Nacional pela Mobilidade por Bicicletas, uma iniciativa da Transporte Ativo, com suporte técnico do Observatório das Metrópoles e do Laboratório de Mobilidade Sustentável da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Para divulgar a nova campanha, dezenas de ciclistas percorreram ontem 11 quilômetros na Região Centro-Sul. Dona Adriana Morandi, de 46 anos, participou da pedalada na companhia do marido, Bruno, de 52, e do filho, Bernardo, de 14. “O trânsito em BH está começando a se desenvolver com maior intensidade”, disse a mulher.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade