Publicidade

Estado de Minas

Uberlândia confirma dois casos de chikungunya

Ela se manifestou em pai e filho que passaram por Alta Floresta D'Oeste, em Rondônia. Os dois estão sendo acompanhados pelo município


postado em 24/02/2016 19:53 / atualizado em 24/02/2016 20:36

As doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti crescem a cada dia em Minas Gerais. A prefeitura de Uberlândia, na Região do Triângulo mineiro, confirmou nesta quarta-feira dois casos de chikungunya. Ela se manifestou em pai e filho que passaram por Alta Floresta D'Oeste, em Rondônia. Os dois estão sendo acompanhados pelo município.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) ainda não incluiu os dois casos no balanço semanal. Nos números divulgados pela pasta nessa terça-feira, nenhum caso de febre chikungunya foi registrado. Segundo a pasta, 336 casos foram notificados. Destes, 208 foram descartados, e outros 128 seguem em investigação. No ano passado, foram confirmados 11 casos. Destes, quatro em Belo Horizonte. Em 2015, Uberlândia já tinha registrado um caso.

A cidade do Triângulo Mineiro também já registrou um caso de zika neste ano. A gestante está entre as 14 mulheres com a doença em Minas Gerais. Além deles, há um caso de um feto com microcefalia provavelmente provocada pela enfermidade, cujo mãe sofreu aborto. A secretaria confirmou oito mortes por causa da dengue e outras 31 que ainda estão em investigação.


Publicidade