Publicidade

Estado de Minas

Quase um mês após a tragédia, aposentado ainda procura cachorro em Bento Rodrigues

Ao lado de amigos, que também percorrem a região para ajudá-lo, João Leôncio conta que a chave para encontrar o animal é uma foto tirada por um bombeiro


postado em 01/12/2015 06:00 / atualizado em 01/12/2015 07:39

João Leôncio assovia e tem esperança de encontrar seu cão de estimação(foto: Euler Júnior/EM/DA Press)
João Leôncio assovia e tem esperança de encontrar seu cão de estimação (foto: Euler Júnior/EM/DA Press)

Mariana – O aposentado João Leôncio Martins, de 62 anos, casado e pai de quatro filhos, ainda não perdeu a esperança de encontrar Fred, o seu cãozinho de estimação. Na manhã de domingo, como vem fazendo sempre que pode, ele ficou assoviando por um longo tempo, em trechos do subdistrito de Bento Rodrigues que existiram até tarde de 5 de novembro. Ao lado de amigos, que também percorrem a região para ajudá-lo, João Leôncio conta que a chave para encontrar o animal – “pequeno e meio barbudinho”, descreve – é uma foto tirada por um bombeiro.

“Três dias depois da tragédia, o militar me mostrou uma foto do Fred, e ele estava bem”, diz João Leônico. “Se ao menos eu soubesse o nome do bombeiro, poderia localizar o canil para onde Fred foi levado. Será que alguém pode me ajudar?”, pergunta o aposentado.

Vez ou outra, o vento bate e levanta poeira. Uma moradora passa e lamenta: “Isso aqui nunca foi estrada, era casa. A gente anda e fica lembrando”. Mais adiante, Victor Geraldo dos Santos passa carregando uma pilha, com roupas dobradas, um livro e a imagem de Nossa Senhora Aparecida suja pelo barro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade