Publicidade

Estado de Minas

Bombeiros e voluntários já resgataram 120 animais em Bento Rodrigues

Cães, cavalos, galinhas e patos já foram recolhidos em meio a lama que cobre o distrito. EM acompanhou o resgate de um potro e sua mãe, que ficaram quase uma semana presos em um cubículo


postado em 10/11/2015 12:48 / atualizado em 10/11/2015 13:33

(foto: Euler Júnior/EM/DA Press)
(foto: Euler Júnior/EM/DA Press)

Além da força-tarefa que procura vítimas da onda de lama que destruiu Bento Rodrigues, distrito de Mariana, na Região Central de Minas, dezenas de pessoas estão mobilizadas para atender os animais de estimação e criações que vêm sendo encontrados diariamente em meio ao que restou do povoado.

Desde a última quinta-feira, quando Bento Rodrigues foi atingida pelo desastre causado pelo rompimento de duas barragens da Samarco, 120 animais foram resgatados, segundo o presidente do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente (Codema) de Juatuba, Heleno Maia. Ele também está na cidade para ajudar nos trabalhos. Segundo ele, cães, cavalos, galinhas e patos já foram recolhidos.

Nesta terça-feira, a reportagem do em.com.br acompanhou o resgate de uma uma égua e seu filhote que estavam presos em um cubículo desde 5 de novembro. Apesar de estar sendo amamentado pela mãe, o potrinho estava bem fraco. Ele foi retirado primeiro e imediatamente atendido por veterinários voluntários de Belo Horizonte, que o examinaram e passaram remédio em pequenos ferimentos.

Um sargento do Corpo de Bombeiros também encontrou um porquinho-da-índia que se salvou do desastre em um lugar inusitado: ele foi achado no quintal de uma casa, dentro do corpo de um liquidificador. Depois dos primeiros atendimentos, eles são abrigados no curral municipal e no canil de Mariana.

Vídeo mostra o resgate de uma égua em Bento Rodrigues

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade