Publicidade

Estado de Minas

Dom Wilson Angotti deixa Arquidiocese de Belo Horizonte

O Papa Francisco nomeou o monsenhor Edson José Oriolo dos Santos, que integra o clero da Arquidiocese de Pouso Alegre, como bispo auxiliar da Arquidiocese de BH


postado em 15/04/2015 09:48 / atualizado em 15/04/2015 10:32

Wilson Angotti agora é bispo diocesano de Taubaté (SP)(foto: Assessoria de Comunicação e Marketing)
Wilson Angotti agora é bispo diocesano de Taubaté (SP) (foto: Assessoria de Comunicação e Marketing)
O papa Francisco nomeou o bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, dom Wilson Angotti, como bispo diocesano de Taubaté (SP). O anúncio da nomeação ocorreu nesta quarta-feira. Assim ele deixa a capital mineira. O início do ministério de dom Wilson na Diocese de Taubaté será no dia 13 de junho.

O arcebispo dom Walmor, que participa da 53ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, publicou mensagem em que agradece a presença missionária de dom Wilson Angotti na Arquidiocese de Belo Horizonte.

No texto, o arcebispo sublinha que a Diocese de Taubaté, com a nomeação de dom Wilson, ganha um “devotado servidor, homem de Deus empenhado em fazer crescer no coração de todos a alegria de crer”.

O papa também nomeou o monsenhor Edson José Oriolo dos Santos, que integra o clero da Arquidiocese de Pouso Alegre, como bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte.

O anúncio da nomeação também ocorreu nesta quarta-feira. “Agradecemos ao Santo Padre, que envia o monsenhor Edson José Oriolo dos Santos para ser servidor de nossa amada Arquidiocese de Belo Horizonte. Vamos, juntos, testemunhando o Evangelho da Vida, empenhados na missão de cultivar a fé em Cristo Rei, nosso Senhor”.

Monsenhor Edson José Oriolo dos Santos assume como bispo auxiliar de BH(foto: Assessoria de Comunicação e Marketing)
Monsenhor Edson José Oriolo dos Santos assume como bispo auxiliar de BH (foto: Assessoria de Comunicação e Marketing)
Saiba mais sobre novo bispo de BH

Filho de José Eugênio dos Santos e Alzira Oriolo dos Santos, o monsenhor Edson José Oriolo dos Santos nasceu em Itajubá (MG), em 18 de setembro de 1964. Foi ordenado sacerdote na Matriz de São José Operário de Itajubá (MG), cidade que integra a Arquidiocese de Pouso Alegre, em 5 de maio de 1990. Cursou o ensino médio e filosofia no Seminário Nossa Senhora Auxiliadora de Pouso Alegre (MG). Graduou-se em teologia no Instituto Teológico Sagrado Coração de Jesus, em Taubaté (SP). É mestre em filosofia social pela PUC Campinas, especialista em Aristóteles, pela Unicamp e marketing, pela Universidade Gama Filho. Também é pós-graduado em gestão de pessoas, pela Universidade Gama Filho.

O monsenhor trabalhou no Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre como coordenador dos Estudos de Filosofia em 1990. De 1991 a 1996, foi vigário paroquial na Paróquia São Francisco de Paula em Ouro Fino (MG). De 1997 a 2006, foi pároco na Matriz de Nossa Senhora do Carmo em Borda da Mata (MG), e, desde 2007, é cura da Catedral Metropolitana de Pouso Alegre (MG). Foi professor de várias disciplinas no Seminário da Arquidiocese de Pouso Alegre relacionadas à filosofia, de 1990 a 2007, e vigário episcopal para o Sacramento da Confirmação, de 2007 a 2014. É promotor de Justiça do Tribunal Eclesiástico da Arquidiocese, professor no Instituto Teológico São Tomás de Aquino e Instituto Filosófico Aristotélico Tomista dos Arautos do Evangelho em Caieiras (SP). Escreve artigos em várias revistas e periódicos no Brasil sobre filosofia, teologia e gestão eclesial.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade